Curiosidades

Pesquisadores afirmam: Todos nós temos um segundo cérebro no intestino

“Esses dias minha irmã leu numa tampinha de iogurte que o intestino é o ‘segundo cérebro’, pois é o segundo órgão que possui mais neurônios no corpo. Isso é verdade?” Esther de São Gonçalo – RJ

Podemos dizer que sim, Esther. É verdade! Nós temos uma série de camadas de células nervosas que ficam nas paredes do nosso intestino que contém nada menos que cerca de 100 milhões de neurônios. Chamamos esse sistema de “Sistema Nervoso Entérico” ou se preferir: “Segundo Cérebro” onde podemos contar com todos os tipos de neurotransmissores que temos no nosso cérebro craniano, como por exemplo, a serotonina, conhecida como o hormônio do bem-estar, da alegria e é produzida por meio do triptofano que vem da nossa alimentação. Apenas 10% da nossa serotonina é produzida na glândula pineal no SNC, todo o restante da produção ocorre no intestino. Ela é sintetizada quando o bolo alimentar entra em contato com o intestino, estimulando as contrações.


O “ cérebro intestinal” tem conexão direta com o cérebro craniano e participa também do estado mental da pessoa desempenhando ainda um papel importante relacionado a doenças do trato intestinal, como prisão de ventre, por exemplo. Mas os neurônios intestinais são independentes dos cerebrais e poucos fazem uma ligação entre cérebro e intestino. O “segundo cérebro” age forma autônoma e os pesquisadores acreditam que eles têm sua própria memória, sentimentos e provavelmente podem até aprender.

Alguns cientistas acham que o cérebro intestinal surgiu nos seres anteriormente ao cérebro craniano, pois os seres mais primitivos, como as medusas e águas-vivas, têm um organismo muito simplificados formado principalmente pelo sistema digestório. Por isso, é possível que o desenvolvimento neurológico tenha começado a surgir com a formação do intestino.

1211-second-brain

Fonte: Época e Superinteressante


⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Novidades

Topo