Curiosidades

Entrevista de emprego, prova importante ou apresentação de seminário. Por que trememos de medo e de nervoso?

Entrevista de emprego, prova importante ou apresentação de seminário. Por que trememos de medo e de nervoso?
5 (100%) 1 vote

“Queria fazer uma perguntinha… Por que ao ficarmos nervosos ficamos trêmulos e ás vezes até gaguejamos quando estamos prestes a fazer alguma coisa importante, tipo uma prova? Ou simplesmente quando vemos aquela pessoa especial?” Laynar Mendes

“O medo tem explicação biológica?” Ticianne A. Motta




Laynar e Ticianne, podemos dizer que uma pessoa fica apreensiva porque acontece uma reação em cadeia no nosso cérebro conhecida como “Instinto de Luta ou Fuga” é algo instintivo, uma forma do corpo se proteger de uma situação “perigosa”. É a mesma reação que um cachorro tem quando se sente ameaçado e começa a latir e rosnar. Ou ele foge ou luta.

Esta reação tem início um estímulo de estresse e termina com a liberação de hormônios que causam aumento da freqüência cardíaca, aceleração na respiração, energização dos músculos e tremedeira. O estímulo pode ser um inseto, uma sala cheia de pessoas esperando que você fale, uma prova importante ou até mesmo encontrar aquela pessoa especial de repente. Seu corpo treme porque seu cérebro está obrigando todo o organismo a reagir encarando o risco ou fugindo dali!

A culpa dessa reação é de um hormônio chamado adrenalina, secretado pelas glândulas supra-renais. Em momentos de “stress”, as supra-renais secretam quantidades abundantes deste hormônio o que prepara o organismo para grandes esforços físicos (como correr), estimula o coração, eleva a tensão arterial, relaxa alguns músculos e contrai outros.



Em uma situação de stress como falar em público, o nosso hipotálamo informa ao sistema nervoso simpático que é hora de entrar em ação, o corpo acelera, fica tenso e mais alerta. Se você não se segurar vai sair correndo e se esconder no primeiro cantinho que encontrar. O sistema nervoso simpático envia impulsos para as glândulas supra-renais ordenando a liberação de adrenalina na corrente sanguínea. As reações não param por aí, após ativar o reflexo de “fuga” entram em ação as catecolaminas que exercem um efeito contrário á adrenalina. Não dá outra: começa a tremedeira, respiração ofegante, coração acelerado. O corpo está pronto para encarar o problema ou sair em fuga. Pessoas controladas conseguem driblar seu instinto de luta e fuga, pessoas menos controladas ficam agressivas ou arrumam uma desculpa para não encarar o problema. Isso é normal, elas só estão respondendo aos seus instintos!

259

É a “Reação de Luta e Fuga” que provoca tremedeira diante de uma situação de medo e apreensão! Foto: Reprodução/Nautilus



FONTE
Colaboração:  Angelo Marchiori

9 comentários

9 Comments

  1. Problemático

    em

    Tenho esse problema na hora de falar com qualquer garota,se alguém poder me ajudar. :/

    • Loko

      em

      beba alcool ….simples assim

  2. O jeito é aprender a conviver e a enfenar esses “medos”.

  3. Elisa

    em

    Queria perguntar,porque que trememos quando vimos uma amiga??
    Ja tinha ouvido que era por nervosismo,mas ela nao me fez nada!!

  4. coelho

    em

    Minhas mãos ficam tremulas.Como faço para controlar?

  5. hip hop

    em

    tipo quando vou brigar com alguém fico tremendo e nao consigo bater tipo desho queto e vo embora como faço pra briga sem ter essa tremedera chata pra caraai

    • Danilo

      em

      Bem eu te aconselho a bater soh quando o outro realmente vim te bater, como uma defesa, esqueça o ego por quê isso só atrapalha. Isso sim é uma questão de sobrevivência e não tem jeito. Se dé para dar as costas, dê as costas, como um nobre.

  6. Ton Ramones

    em

    Gente, o esquema é respirar fundo, vale lembrar que para se ter o controle, tem de respirar pelo diafragma e não pelo pulmão. Outro esquema é manter a concentração, nossa mente fantasia muito, paramos em outro mundo, por assim dizer, quando voltamos a si, a realidade nos assusta, o que aumenta a adrenalina. Dependendo da tremedeira, por exemplo se for na mão, antes do movimento é só contrair o músculo, que após, ele relaxará muito mais fácil. Tive e tenho muitos lapsos deste tipo de problema. Passei por pânico. Uso esses dentre outros métodos no meu dia-dia. O que para alguns é um momento ou um instante, a outros é uma obrigação à adaptação e consequente sobrevivência. Grande abraço.

  7. Danilo

    em

    eu tenho esse problema em falar em público ou qualquer tipo de exposição do gênero, mesmo que não seja muita gente, basta eu não está acostumado de fato com a maior parte do pessoal, ou quando sou o centro da atenção. Outra coisa eh quando sinto muita raiva, parece que vou morrer hahaha

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo