Animais

Por que o acidente com água viva dói tanto?

“Minha dúvida é sobre as águas vivas, por que dói tanto? O que fazer quando somos atingidos por elas? Uma delas me pegou do joelho pra baixo nas duas pernas e esta me queimando, não sei o que fazer. Vim para teu site que já sou fã há muito tempo, mas não tem nenhum post com o assunto. Muito obrigado pelas ótimas informações.” Roberto




Olá Roberto. Que má sorte, hein? Realmente o ataque da água viva é muito doloroso e parece que nada amenizar o ardor que causa. Como são bichos muito sensíveis, obviamente que necessitam de alguma estratégia para se livrar do inimigo.

Águas vivas, hidras, medusas, anêmonas, corais e caravelas são todos invertebrados do filo dos cnidários – ou celenterados – um grupo bem primitivo em comparação com os demais animais. As águas-vivas e as medusas mais exatamente, são celenterados da classe Scyphozoa. Este grupo é, muitas vezes, uma ameaça para banhistas e pescadores, podendo ocasionar “queimaduras sérias”. Mas por que isso acontece?

Bom, para se proteger e também conseguir alimento, a natureza proporcionou uma vantagem: em seus tentáculos sempre posicionados ao redor da cavidade digestiva – que nem podemos chamar de boca, devido à quanto rudimentar ela é. Tais tentáculos são preenchidos por milhares de células especiais os cnidoblastos, dotadas de uma cápsula – chamada nematocisto – que contém toxinas e um filamento inoculador. Esta reação só acontece ao contato, pois o cnidoblasto, quando estimulado, provoca a abertura da tal cápsula que expulsa o filamento inoculador, descarregando suas toxinas sobre o inimigo ou sobre sua a presa.



Dory_Marlin_jellyfish.sized

Cena do filme Procurando Nemo: Que medo dos tentáculos!

São milhares de células inoculando toxinas ao mesmo tempo. Mas o perigo está apenas nos tentáculos. Estes bichos não possuem nenhum perigo quando tocados na parte de cima – que aprece um guarda-chuva – lembra daquela cena do filme Procurando Nemo (foto), quando os peixinhos saem pulando sobre as águas vivas e não sofrem nenhuma queimadura, até que a Dori acaba sendo tocada por um tentáculo? Pois é, é exatamente isso, somente os tentáculos oferecem perigo.



agua-viva-83fc55

Para se proteger e também conseguir alimento, a natureza proporcionou uma vantagem: em seus tentáculos sempre posicionados ao redor da cavidade digestiva – que nem podemos chamar de boca, devido à quanto rudimentar ela é.

The-leg-of-10-year-old-Au-006

Um ataque de água viva pode terminar mal… Veja a perna dessa criança!

FONTE: INVERTEBRATES / BRUSCA&BRUSCA

9 comentários

9 Comments

  1. Jane Morales

    em

    sao tao maravilhosas estas criaturas que Deus fez :love: 😀

    obrigado pelo post 😀 :kiss: 🙂 ^_^

  2. Jane Morales

    em

    :love: karla! poderia fazer um post sobre o acido piruvico e a cadeia transportadora de electroes? seria mesmo muito fixe explicar como se dao os processos de obtençao de energia

    se tiver k enviar um email digame pra eu enviar neste post
    beijinhos 😀 :kiss: :love:
    😀 😀 😀 😀 😀 😀 :woot: ja disse
    e volto a dizer! amo estas criaturas k Deus fez 😀 sao belas ^^

  3. roberto

    em

    muito boa a explanacao, mas para combater a queimadura os salva vidas aqui onde moro (florida) utilizam vinagre branco, um metodo mais ortodoxo que usavamos qdo viajavamos pelas praias brasileiras e a sua propria urina que tbem alivia o efeito da queimacao

  4. Hector

    em

    Muita explicação sobre o mecanismo de ataque das águas-vivas, sobre o que fazer após o ataque de uma delas, nada. E foi justamente essa a pergunta do Roberto! Para ajudar a vítima, indico o uso de ácido pícrico. É o que há de melhor em caso de queimaduras dessa natureza. Não cura mas alivia consideravelmente.

  5. Hector, o Biólogo não tem formação para receitar medicamentos, isso é função do médico. Aqui no caso, dei uma abordagem na zoologia do animal, que isso sim é minha especialidade. Bjs

  6. Alberto

    em

    🙁 ja fui queimado por agua viva, e doi muito msm… xD

  7. Miguel

    em

    Estava surfando esse final de semana e ao furar uma onda, fui queimado no nariz, maldita sorte, auhsduhasd roupa de borracha cobrindo o corpo inteiro a desgraçada vem logo no meu nariz.

  8. Manel

    em

    muito bonito! gostei b astante de saber como sao os mecanismos k as medusas teem.

    assisto o seu trabalho e simplesmente amo-o!

    Deus abençoe

    até mais

  9. bruna capela

    em

    adoro essas criaturas de Deus como ele e maravilhoso

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo