Mulher

Como diminuir o fluxo menstrual intenso? Médicos indicam medicamentos e remédio caseiro

Como diminuir o fluxo menstrual intenso? O que fazer?

Como diminuir o fluxo menstrual intenso? Médicos indicam medicamentos e remédio caseiro
Esse texto foi útil para você?

Ninguém merece fluxo menstrual intenso. As causas podem ser muitas e vão desde variações hormonais significativas, até doenças como miomas, endometriose, medicamentos e até uso do DIU de cobre. De qualquer forma, há sempre alguém procurando uma maneira de como diminuir o fluxo menstrual intenso. Ao mesmo tempo que algumas preferem um remédio caseiro, outras optam logo por medicamentos afim de resolverem o problema. Então, o que fazer?

Opções caseiras que funcionam




Bolsa de gelo: a maioria dos médicos recomendam colocar uma bolsa de gelo abaixo do umbigo em diversas sessões diárias de 30 minutos. Isso pode ajudar a reduzir a intensidade do fluxo menstrual, além de aliviar a dor e o inchaço. O frio irá reduzir o sangramento por causa da sua propriedade vasoconstritora, ou seja, provoca a contração dos vasos sanguíneos. Lembrando que o gelo nunca deve ser colocado diretamente sobre a pele. Se você não tem uma bolsa de gelo coloque os cubos em um saco plástico e enrole o saco em uma camiseta de malha.

Vinagre de maçã: Outro remédio natural diminuir muito a menstruação é o vinagre de maçã. As suas propriedades prometem reduzir o fluxo menstrual consideravelmente. Para fazer este remédio você vai misturar 2 colheres de vinagre de maçã e 1 copo de água. Você pode beber esta mistura 2 ou 3 vezes ao dia.

Alimentação: Quando a mulher menstrua abundantemente, é comum que esteja com deficiência de Ferro. Assim, passar a comer alimentos ricos em ferro e potássio podem, com o tempo, diminuir muito o fluxo menstrual. As sugestões são bananas, lentilhas, fígado bovino, beterraba e vegetais verdes. Lembrando que mamão e abacaxi aumentam o fluxo, portanto, evite essas frutas durante a menstruação.

Leia também: Fluxo menstrual intenso pode ser doença? Médicos mostram as causas mais comuns



 Medicamentos que podem ajudar

Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs): Os AINEs, como o ibuprofeno (Advil, Motrin) ou o naproxeno sódico (Aleve), ajudam a reduzir o fluxo menstrual intenso. De acordo com a Dra. Kelly Hodges, obstetra e ginecologista do Baylor College of Medicine, em Houston, eles diminuirão os níveis de prostaglandinas, as responsáveis por aumentar o fluxo sanguíneo. Um relatório de 2013 da Agency of Healthcare Research and Quality observou que três estudos médicos apontaram que estes medicamentos reduz o fluxo menstrual em 28% a 49%. O problema, segundo Dra. Kelly é que é preciso tomar uma dose alta: 1 comprimido de 500mg três vezes ao dia.

Pílula anticoncepcional: Além de evitar gravidez os anticoncepcionais orais (pílulas) podem ajudar a regular os ciclos menstruais. Assim, podem também, reduzir episódios de sangramento menstrual excessivo ou prolongado. Segundo a Dra.  Cheryl Iglesia do American College of Obstetricians and Gynecologists os hormônios das pílulas impedem a ovulação e tornam o revestimento do útero mais fino, de modo que há menos sangramento. De acordo com a Agency of Healthcare Research and Quality, estudos sobre pílulas a base de progesterona e estrogênio mostraram que elas reduzem de 64% a 69% o fluxo menstrual. Converse com seu médico, pois há opções de pílulas que fazem cessar totalmente a menstruação. Algumas mulheres ficam bem contentes com isso.

DIU Hormonal (Mirena). Este dispositivo intra-uterino libera um tipo de progesterona chamada levonorgestrel. Com isso, o revestimento uterino fica mais fino, o que vai diminuir o fluxo menstrual e as cólicas. A taxa de sucesso é excelente. Pode haver uma redução de 71% a 94% no fluxo sanguíneo, de acordo com a Agency of Healthcare Research and Quality. Segundo Dra. Iglesia, muitas mulheres, tem seus períodos suspensos por completo.



prevention / homeremedies / healthywomen

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo