Mulher

Atenção mães: a lavagem de jato de soro com seringa no nariz do bebê não é tão inofensivo assim. Muito cuidado!

Lavagem nasal com soro e seringa em bebês pode ser perigoso.
Atenção mães: a lavagem de jato de soro com seringa no nariz do bebê não é tão inofensivo assim. Muito cuidado!
2.6 (52%) 5 votes

Muitos profissionais de saúde e mães têm recomendado o a lavagem nasal com soro e seringa para descongestionar as vias respiratórias dos bebês. Acontece, que segundo alguns profissionais e por experiências de algumas mães, o procedimento pode ser perigoso e complicar o quadro do bebê. Os perigos não são revelados nos vídeos que estão circulando pelas redes sociais e, por isso, muitas mães adotaram o método sem, sequer perguntar ao pediatra ou o otorrino.

A prática que consiste em jogar 10 ml de soro fisiológico no narizinho (fazendo passar de um lado da narina ao outro), limpando as vias , parece ser inofensiva quando assistimos aos vídeos. Inclusive, os bebês permanecem quietos e a maioria nem chora. Então não parece machucar nem causar incômodo, certo? Errado!

Então o soro é prejudicial?

Não. O soro é bom, ele ajuda a hidratar a mucosa e ainda é estéril. O problema é a lavagem feita conforme os vídeos. Essa é que não é recomendada. Segundo a Thaís Cardoso do site Mamãe Tagarela, a otorrinolaringologista Dra. Vania Paz condena totalmente este tipo de descongestionamento feito em casa. Segundo a médica, o nariz das crianças, sobretudo dos bebês, tem a mucosa muito sensível e isso pode ferir a parede das vias aéreas e romper vasinhos, causando sangramentos. E pior, pode também causar a otite se aplicado de maneira errada pela pressão que causa, empurrando o catarro para o canal do ouvido.

Médico faz um alerta às mães: Colocar faixa no cabelo em bebês pode trazer sérios danos à saúde da criança

No entanto, a também otorrino Gabriele Leão Strallioto explica que a lavagem pode ser feita, desde que seja realizada de forma extremamente delicada. A orientação é usar no máximo 1 ml de soro para bebês e 5 ml para crianças maiores, com uma seringa menor de 5 ml (cortando aquela pontinha de encaixar a agulha) e com cuidado para não fazer força com o jato. É só empurrar o embolo devagar para não causar pressão e levar o catarro para os ouvidos. Ela até recomenda que, nos caso de bebês até 6 meses, isso seja feito com o conta-gotas ao invés da seringa.

Uma dica mega importante é que ao lavar o nariz, a criança deve estar com a cabeça abaixada para frente, nunca para trás. Assim, o soro dificilmente irá para o ouvido. Se seu filho está muito entupido, com as vias aéreas congestionadas, peça ajuda ao pediatra questionando um procedimento correto e pouco invasivo.

Fonte: mamaetagarela  Imagem: youtube

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo