Preservativo para mulheres? Sim, ele existe!


“Amo o Diário de Biologia e gostaria de pedir que você falasse um pouco sobre a camisinha feminina. Não vejo as pessoas comentarem muito sobre o uso e por isso eu queria conhecer melhor este método.” Andréa Gouveia

Andréa, o preservativo feminino, ou camisinha feminina chegou ao Brasil há pouco tempo (em 1997), por isso, ainda se fala muito pouco dela e muitas pessoas não têm conhecimento dos seus benefícios. Assim como a camisinha masculina, ela pode evitar uma gravidez não planejada e a incidência de AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis.

A camisinha feminina é uma “bolsa” feita de um plástico macio, o poliuretano, que é um material mais fino que o látex do preservativo masculino. Essa bolsa recebe o líquido que o homem libera na relação sexual, impedindo o contato direto dos espermatozoides com o canal genital e com o colo do útero da mulher.

Esta “bolsa” tem 15 centímetros de comprimento e oito de diâmetro, sendo, portanto, bem mais larga que o preservativo masculino. Tem, porém, maior lubrificação. Na extremidade fechada existe um anel flexível e móvel que serve de guia para a colocação da camisinha no fundo da abertura genital. A borda do outro extremo termina em outro anel flexível, que vai cobrir a vulva (parte externa da abertura genital).

Deve ser utilizada antes da penetração, tendo a vantagem de poder ser colocada em até oito horas antes do ato sexual, inclusive durante o período menstrual.

 ilustracao_aplicacao_camisinha_feminina

Como colocar:

Para colocar a camisinha feminina encontre uma posição confortável. Pode ser em pé com um pé em cima de uma cadeira; sentada com os joelhos afastados; agachada ou deitada.

1- Segure a camisinha com o anel externo pendurado para baixo;

2- Aperte o anel interno e introduza na abertura genital; com o dedo indicador, empurre a camisinha o mais fundo possível (a camisinha deve cobrir o colo do útero);

3- O anel externo deve ficar uns 3 cm para fora da abertura genital- não estranhe, pois essa parte que fica para fora serve para aumentar a proteção (durante a penetração, o órgão sexual masculino e feminino se ajustam e e então a camisinha funciona melhor).


 camisinha-femi

Camisinha-feminina

Fonte: Biblioteca Virtual da Saúde – Ministério da Saúde


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.