Por que nossas veias são azuladas se nosso sangue é vermelho?


“Quando cortamos vimos que nosso sangue é vermelho, mas nossas veias são azuladas ou esverdeadas. Por que?” Júlia Patrícia

“Por que temos veias de cor verde e outras que parecem ser azul, que vemos nos pulsos. Na verdade isso me intriga, se o sangue é vermelho sendo assim, porque as veias e vasos não são da mesma cor? O que é responsável por dar essa coloração.” Viviany Gonçalves

Na verdade, Júlia e Viviany a explicação é bem mais simples do que parece. Nossas veias são transparentes e nosso sangue é realmente vermelho devido a  um pigmento chamado hemoglobina que dá a coloração. Como nossa veia não ter cor e nosso sangue é vermelho, o ideal é que as veias parecessem também avermelhadas, mas não é isso que nossos olhos veem.

Quando a luz atravessa nossa pele, a frequência de ondas luminosas vermelhas é absorvida, e apenas a azul é rebatida, por causa disso, nossos olhos as veem azuis. Segundo uma crença bem antiga, costumava-se dizer que a nobreza tem sangue azul, e isso faz sentido, pois de uma raça de pele sempre muito branca, e mantinham esse fenótipo (característica externa) por se casarem entre primos e parentes próximos, a fim de manter a “pureza” da raça. As veias eram bem destacadas diante da pele tão clara, e então as veias pareciam mais azuis do que qualquer outra pessoa.

O processo funciona assim: quanto mais oxigenado for o sangue, a coloração vermelha é mais vibrante. E se o sangue acabou de vir dos pulmões, onde é “recarregado” de oxigênio, ele será mais vivo e brilhante. No final do trajeto, já nos capilares, pequenos vasos que irrigam o oxigênio nos órgãos (seus lábios, por exemplo, são vermelhos devido aos capilares), para então voltar ao coração. No caminho de volta ao coração, ele passa pelas veias, já sem tanto oxigênio, e aí já é um vermelho escuro, quase roxo. Chegando ao pulmão, o sangue recebe a nossa “recarga’ de oxigênio, e começa tudo de novo!

4410038258_90d5d2f068_z
Quando a luz atravessa nossa pele, a frequência de ondas luminosas vermelhas é absorvida, e apenas a azul é rebatida, por causa disso, nossos olhos as veem azuis.

———————————————–

FONTE


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.