Anomalias e doenças

Barulho de mastigação, ronco, espirro, teclado de computador. Pequenos ruídos te deixam irritado? Você pode ter um problema neurológico

A Misofonia é uma enfermidade neurológica em que estímulos auditivos, como sons repetidos, ruídos, e às vezes visuais são confundidos dentro do sistema nervoso central e causam irritação, pânico e sofrimento para o paciente. A pessoa com a doença apresenta uma reação forte de raiva e irritação com esses determinados sons, ou seja, ela sente aversão e não tolera esses ruídos, como a mastigação, tosse, clique de uma caneta, teclado, espirro, torneira pingando, entre vários outros sons.

Não existe uma causa específica e nem um diagnóstico exato para esta doença, mas muitos sinais e sintomas que são expressos pelo paciente. Após ouvir um determinado som ou ruído a pessoa pode apresentar: agitação, fugir do local, evita alguns locais devido ao barulho, reage de forma exagerada a um barulho simples, agressivo com a pessoa que provoca o som e fica muito irritado rapidamente.


Pode até parecer simples, mas quem apresenta esses sintomas pode se afastar das pessoas e começar a se isolar devido a intolerância ao determinado barulho, isso porque algumas pessoas não toleram a tosse e nem a respiração e isso pode dificultar as relações com as pessoas da própria família. Os principais sons que provocam a misofonia são: provocados pela boca, como beber, mastigar, arrotar, beijar, bocejar e escovar os dentes; sons da respiração, como roncos, espirros; sons com a voz, como sussurrar e uso de palavras repetidas; sons do ambiente, como teclado, televisão, barulho do relógio; sons animais, como latido de cachorro, pássaros voando, animais bebendo água, entre outros.

Ainda não existe uma terapia específica para o tratamento da misofonia e por isso não tem cura. Porém, algumas terapias podem ajudar a pessoa a tolerar os sons com mais facilidade, como a Terapia de comportamento cognitivo, onde o psicólogo ajuda a pessoa a transformar os sentimentos negativos que sente ao ouvir o barulho. Além disso, algumas pessoas podem incluir outros tipos de sons, como músicas para disfarçar o ruído ou utilizar fones e tampões de ouvido para reduzir a sensibilidade.

E se você acha que tudo isso é brincadeira… Foi comprovado cientificamente que a Misofonia tem base neurológica e por isso é doença séria que deve ser tratada o quanto antes, afirma a pesquisa publicada na revista científica Current Biology da Universidade Newcastle, Inglaterra, onde descobriram que a região no cérebro que liga os nossos sentidos com as nossas emoções estava ligada de forma diferente nas pessoas com a misofonia, por isso haveria tantos sintomas e muita irritabilidade, além disso, as pessoas podem apresentar aversão com mais de um tipo de barulho ou ruído, por isso fique atento!

Fontes: iflscience / bbchear-it / dukescience
Artigo: Timothy D. Griffiths et. al
Imagem: Reprodução/ estilodevida / mundodemusicas

Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Comentários

Novidades

Topo