Comportamento

Barulho de mastigação, ronco, espirro, teclado de computador. Pequenos ruídos te deixam irritado? Você pode ter um problema neurológico

Barulho de mastigação, ronco, espirro, teclado de computador. Pequenos ruídos te deixam irritado? Você pode ter um problema neurológico
Esse texto foi útil para você?

A Misofonia é uma enfermidade neurológica em que estímulos auditivos, como sons repetidos, ruídos, e às vezes visuais são confundidos dentro do sistema nervoso central e causam irritação, pânico e sofrimento para o paciente. A pessoa com a doença apresenta uma reação forte de raiva e irritação com esses determinados sons, ou seja, ela sente aversão e não tolera esses ruídos, como a mastigação, tosse, clique de uma caneta, teclado, espirro, torneira pingando, entre vários outros sons.

Não existe uma causa específica e nem um diagnóstico exato para esta doença, mas muitos sinais e sintomas que são expressos pelo paciente. Após ouvir um determinado som ou ruído a pessoa pode apresentar: agitação, fugir do local, evita alguns locais devido ao barulho, reage de forma exagerada a um barulho simples, agressivo com a pessoa que provoca o som e fica muito irritado rapidamente.


Pode até parecer simples, mas quem apresenta esses sintomas pode se afastar das pessoas e começar a se isolar devido a intolerância ao determinado barulho, isso porque algumas pessoas não toleram a tosse e nem a respiração e isso pode dificultar as relações com as pessoas da própria família. Os principais sons que provocam a misofonia são: provocados pela boca, como beber, mastigar, arrotar, beijar, bocejar e escovar os dentes; sons da respiração, como roncos, espirros; sons com a voz, como sussurrar e uso de palavras repetidas; sons do ambiente, como teclado, televisão, barulho do relógio; sons animais, como latido de cachorro, pássaros voando, animais bebendo água, entre outros.

Ainda não existe uma terapia específica para o tratamento da misofonia e por isso não tem cura. Porém, algumas terapias podem ajudar a pessoa a tolerar os sons com mais facilidade, como a Terapia de comportamento cognitivo, onde o psicólogo ajuda a pessoa a transformar os sentimentos negativos que sente ao ouvir o barulho. Além disso, algumas pessoas podem incluir outros tipos de sons, como músicas para disfarçar o ruído ou utilizar fones e tampões de ouvido para reduzir a sensibilidade.

E se você acha que tudo isso é brincadeira… Foi comprovado cientificamente que a Misofonia tem base neurológica e por isso é doença séria que deve ser tratada o quanto antes, afirma a pesquisa publicada na revista científica Current Biology da Universidade Newcastle, Inglaterra, onde descobriram que a região no cérebro que liga os nossos sentidos com as nossas emoções estava ligada de forma diferente nas pessoas com a misofonia, por isso haveria tantos sintomas e muita irritabilidade, além disso, as pessoas podem apresentar aversão com mais de um tipo de barulho ou ruído, por isso fique atento!

Fontes: iflscience / bbchear-it / dukescience
Artigo: Timothy D. Griffiths et. al
Imagem: Reprodução/ estilodevida / mundodemusicas

Comentários

Novidades

Topo