Animais

Bomba: os camaleões não mudam de cor apenas para se camuflar

Bomba: os camaleões não mudam de cor apenas para se camuflar
5 (100%) 1 vote

Camaleão é o nome popular dado aos répteis que pertencem à família Chamaeleonidae. A maior parte das espécies que existem de camaleões vivem no continente africano, tanto nas florestas, quanto nos desertos, sendo a maior concentração, na ilha de Madagascar. Os camaleões têm algumas características diferentes de outros lagartos, como a habilidade de mudar de cor, sua língua rápida e alongada, e seus olhos que tem movimento independente um do outro e uma cauda preênsil.

Diferente da ideia de que muitas pessoas acreditam, a troca da cor dos camaleões não é apenas para se confundir com o meio que está. Apesar de a sua cor natural servir como camuflagem, a principal função da mudança de cor é alertar perigo para quem chega perto.


Nem todos os camaleões tem uma gama de cores para a troca, algumas espécies mudam apenas do verde para o marrom e vice-versa. Eles assumem as cores que estão disponíveis para a sua espécie no decorrer da evolução. Podendo incluir muitas cores, desde azul marinho a rosa pálido, com listras e até estampados ou manchados.

A capacidade de mudar de cor vem acompanhada de uma pele externa transparente, com várias camadas de pele embaixo. As camadas contêm células chamadas de cromatóforas, que são intimamente ligadas entre si. São células responsáveis por sintetizar e armazenar pigmentos e refletem a luz. Quando eles mudam de humor, neurotransmissores enviam sinais específicos para as células cromatóforas mandando-as contrair ou se expandir. A mudança de cor não é demorada, “sob as condições certas, pode demorar apenas alguns segundos”, diz Jonathan Campbell, presidente do departamento de biologia na Universidade do Texas, Estados Unidos, e pesquisador de herpetologia, o estudo de anfíbios e répteis. “Às vezes, como com uma mudança lenta na temperatura, a troca de cor também ocorre mais lentamente”.

camalec3a3o-1

Além da função de alerta, a mudança de cor ajuda na absorção do calor. Quando o sol está nascendo e a temperatura ainda está baixa, as cromatófaras escuras se expandem e o camaleão assume uma cor escura, para ajudar na absorção de luz e calor. Porém com o tempo a temperatura estará muito alta, então as cromotófaras se contraem, fazendo com que o camaleão apresente uma cor mais clara e permitindo que a pele reflita os raios de sol.

Os camaleões também mudam de cor, para mostrar que estão preparados para lutar. Não apenas lutar, mas também para “dizer” que certo indivíduo é bem-vindo ao local. Por exemplo, quando um Camaleão Pantera, que normalmente é azul ou verde com uma listra branca horizontal, sente que seu local está ameaçado por outro de mesma espécie, suas cromatóforas vermelhas se expandem, bloqueando as cores verde ou azul nas camadas da pele por baixo. Deixando claro que se chegar mais perto, terá problemas.

Outra função é para mostrar a sua disponibilidade sexual. Os camaleões exibem combinações de cores neste caso. Um exemplo é o Camaleão Pantera macho à procura de uma companheira. Ele exibe uma mistura colorida de azul, verde, amarelo, vermelho e branco, na tentativa de impressionar as fêmeas. Em contrapartida as fêmeas quando não estão interessadas no acasalamento, exibem cores como marrom-escuro ou preto com listras laranjas, para mostrar que estão grávidas.

Fontes: hypescience / megacurioso
Imagens: Reprodução/ curioso / arcanosgravidos

Comentários

Novidades

Topo