Animais

Insanidade Animal: Vítima de maus tratos, cacatua arranca quase todas as penas de seu corpo

Insanidade Animal: Vítima de maus tratos, cacatua arranca quase todas as penas de seu corpo
Esse texto foi informativo para você?

Para muitos, um hobby é a melhor maneira de liberar o stress. As opções são diversas: praticar um esporte, ler um livro, assistir um filme…mas, para Hobby, a cacatua, a válvula de escape escolhida certamente foi das mais estranhas e dolorosas. Numa reação típica de stress pós-traumático motivado por uma profunda sensação de rejeição e abandono, Hobby simplesmente mutilou a si mesma, arrancando quase todas as penas de seu corpo. Pelo menos, até onde suas bicadas puderam alcançar.

Nua, restando penas somente na região da cabeça; foi nesta condição deplorável que Hobby foi encontrada pelos funcionários do Santuário Tallgrass Parrot, no estado do Kansas, Estados Unidos. E a razão para esta atitude, no mínimo, antinatural, ficou evidente no momento do resgate. Ao postar a foto de Hobby nas redes sociais na noite em que a encontraram, parte da legenda continha, como explícita evidência da mais completa negligência com a qual ela vinha sendo tratada até então, a seguinte frase: “Ela fede a lixo apodrecido e a bitucas de cigarro“.


Sem-Título-2

Por natureza, o stress pós-traumático ocorre quando, movidos por algum evento especialmente marcante, somos levados ao limite de nossa tolerância. Situações desse tipo podem ser o estopim de uma série de outras doenças da mente, como depressão e síndrome do pânico, por exemplo, além de episódios de automutilação, sendo uma delas a tricotilomania (ato de arrancar os próprios cabelos) A “novidade”, no entanto, está no fato de tais patologias não serem exclusividade na espécie humana apenas, o que ainda é surpresa para muita gente. Mas, acredite se quiser: Hobby é apenas mais um caso dentre vários outros documentados, que vão desde elefantes potencialmente agressivos à golfinhos suicidas.

Após um bom banho, uma dieta à base de frutas frescas e alguns dias no santuário, Hobby já não é mais a mesma cacatua. Isso porque, além de muito amor, carinho e atenção, ela ganhou também um novo nome, Javi. E a explicação para essa mudança soa, para nós, como uma advertência: “Nenhum ser vivo deve ser ‘hobby’ de outra pessoa”.

Fontes: folha/anda    Imagens: Reprodução/ gadooanda

Comentários

Novidades

Topo