Curiosidades

Você não tem ideia dos efeitos devastadores da cocaína!





Sabemos que a droga ilícita é assunto debatido há muito tempo na história da humanidade e que elas causam uma forte dependência entre os usuários que buscam uma fuga para os problemas sociais, emocionais e psicológicos, entre outros fatores. Uma droga muito comum que é bastante consumida por muitos jovens é a Cocaína, derivada da planta Erythroxylon coca, encontrada principalmente na América Central e Sul. A cocaína é um alcaloide que tem efeitos anestésicos, porém seu uso contínuo causa dependência, eleva a pressão arterial e causa sérios distúrbios psiquiátricos.

A cocaína age diretamente no sistema nervoso periférico, principalmente no tronco cerebral, o núcleo-acubens e sobre a região do córtex cerebral pré-frontal. O efeito da droga é prazeroso por causa um efeito de bem estar na pessoa e potencializa os efeitos da dopamina, substância produzida pelo nosso organismo que nos dá uma sensação de prazer, motivação, felicidade e bem-estar. Assim a cocaína age como um grande precursor da dependência, uma vez que a cada “dose” da droga o nosso cérebro interpreta como algo bom, pois ela possibilita bem-estar, apenas causando uma “doce” ilusão!


A Cocaína é devastadora e causa sérios danos em nosso organismo, mas principalmente para a sociedade. O alcaloide consegue destruir um usuário em poucas semanas acometendo um emagrecimento profundo, insônia, alucinações e perturbações, sangramentos constantes, lesão das mucosas e tecidos nasais, podendo até perfurar o septo. Com o consumo elevado, uma série de outros efeitos começa a invadir a pessoa, entre eles, podemos citar: palidez severa, cansaço físico intenso, suor frio, desmaios constantes, falta de apetite, problemas graves na coordenação motora e distúrbios musculares, convulsões e paradas respiratórias. Além disso, os usuários freqüentes da droga começam a entrar numa fase de demência, porque com o uso continuo da cocaína há destruição dos neurônios, especialmente nas regiões frontais do cérebro, onde nunca mais serão recuperados, mesmo com a abstinência!

026243516_prevstill

A cocaína age diretamente no sistema nervoso periférico, principalmente no tronco cerebral, o núcleo-acubens e sobre a região do córtex cerebral pré-frontal. Foto: portaltemponovo

Várias outras doenças como infartos, hipertensão, derrames cerebrais, DTS’s, entre outras são comuns entre os usuários de drogas. O maior efeito devastador dessa dependência é para a sociedade e para as famílias, pois os viciados tendem a se afastar do ambiente familiar, da vida social e começam a buscar caminhos “obscuros” para saciar sua dependência, já que o efeito da cocaína é bastante rápido e após os efeitos causa o seu oposto de sensações, como tristeza profunda, angustia, depressão e choro constante, além de momentos psicóticos, levando o usuário a uma vida na marginalidade e criminalidade, podendo levar à morte prematura, seja pelo uso da droga ou pela violência causada pelo crime do tráfico. Então, fica o alerta: uma droga que causa tantos malefícios em nosso organismo e em nossa sociedade jamais poderá fazer parte de nosso convívio, então seja consciente e diga: “Não às drogas!”. A conscientização faz parte do nosso dever, principalmente para ajudar o próximo!

images

O alcaloide consegue destruir um usuário em poucas semanas acometendo um emagrecimento profundo, insônia, alucinações e perturbações, sangramentos constantes, lesão das mucosas e tecidos nasais, podendo até perfurar o septo. Foto: aprovat

Fonte: drauziovarellacerebromente , brasilescola e iflscience

 

Novidades

Topo