Curiosidades

Usar roupa nova sem lavar pode causar dermatite de contato e infecções bacterianas



“Minha dúvida: usar roupa nova sem lavar é perigoso? Por que?” (Juliana Marques)

Apesar de não ser uma regra, a resposta é sim Juliana. As roupas íntimas por exemplo, é recomendável que se lave antes de primeira utilização, sendo que a  lavagem da peça pode fazer uma diferença enorme no cuidado com a saúde. Isso porque do local onde elas são fabricadas até chegar a loja, uma infinidade de mãos entra em contato com a peça, tornando-as então carregada de todo tipo de germes. Muitas vezes a peça fica também por muito tempo guardada na loja e cria algum tipo de fungo, até mesmo mofo que pode causar algumas reações na pele, como manchas vermelhas, no caso do soutien. As condições climáticas também facilitam o surgimento de umidade nas caixas ou embalagens, ambientes propícios para a proliferação de germes, parasitas e bactérias.


Mas não são só as roupas íntimas que nos trazem problemas se forem utilizadas sem uma lavagem. Muitas doenças podem ser transmitidas de uma pessoa para outra, através do uso da mesma roupa sem a lavagem adequada. Nos provadores das lojas, qualquer pessoa pode colocar e depois devolver a roupa que você comprará posteriormente. Entre as doenças que se pode se contagiar no provador estão a sarna, a micose, a pediculose e as doenças genitais.

Além do problema da “trocação” de roupas com outras pessoas, ainda podemos ter problemas com o tipo de tecido da roupa, se não lavarmos antes de usarmos a primeira vez. As roupas são constituídas por tecidos e químicas que apresentam potenciais diferentes de causar problemas em nossa pele.

Além do problema da “trocação” de roupas com outras pessoas, ainda podemos ter problemas com o tipo de tecido da roupa, se não lavarmos antes de usarmos a primeira vez. Foto: Reprodução/

Além do problema da “trocação” de roupas com outras pessoas, ainda podemos ter problemas com o tipo de tecido da roupa, se não lavarmos antes de usarmos a primeira vez. Foto: Reprodução/r2etiquetas

Os tecidos podem gerar irritação primária, sobretudo os sintéticos, como lycra e nylon. Em alguns casos, chegam a provocar eczema de contato, com lesões que causam coceiras em locais em que apenas um elemento da roupa entra em contato com a pele, como elásticos de cuecas e calcinhas. Quanto mais natural o tecido (algodão) e a cor mais próxima do branco, menor é a chance de termos problemas desencadeados pelo uso de roupas.

Existem ainda outros tipos de problema devido ao tipo de tinta, tipo de adereço e sensibilidade da pele da criança ou do adulto ao tecido. Portanto por via das dúvidas é sempre bom dar uma passada de água naquela roupa nova antes de a vestirmos e nos sentirmos bem.

Nos provadores das lojas, qualquer pessoa pode colocar e depois devolver a roupa que você comprará posteriormente. Entre as doenças que se pode se contagiar no provador estão a sarna, a micose, a pediculose e as doenças genitais. Foto: Reprodução/omo

Nos provadores das lojas, qualquer pessoa pode colocar e depois devolver a roupa que você comprará posteriormente. Entre as doenças que se pode se contagiar no provador estão a sarna, a micose, a pediculose e as doenças genitais. Foto: Reprodução/omo

Fontes: uol e opiniaoenoticia

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.