Gravidez: Como é feita a contagem do tempo de gestação?

Karlla, você saberia me dizer, como o médico faz as contas da gestação. Por que as contas do médico nunca batem com a data certa do parto? Meus 2 filhos nasceram depois das contas do médico e agora grávida do terceiro, já nem acredito mais nele! Janaína V. de Freitas

Janaína veja bem… Antes de tudo, é bom lembrar que cada bebê se desenvolve de uma maneira única, sua gravidez não será igual de sua gravidez anterior e muito menos igual a de uma amiga. Todas as informações são generalizadas do que normalmente ocorre em cada período da gestação.

Para os médicos, a gravidez dura 40 semanas. Como na maioria das vezes não dá para saber exatamente que dia aconteceu o encontro entre o óvulo e o espermatozóide, os médicos resolveram começar a contagem sempre a partir do primeiro dia da última menstruação. É claro que você não engravidou no primeiro dia da última menstruação. Mas é a partir desse dia que começa a contagem de 40 semanas. Ou seja, provavelmente duas semanas antes do óvulo ter sido fecundado. Como a ovulação acontece mais ou menos duas semanas depois do começo da menstruação, na prática a gravidez dura 38 semanas a partir do dia em que o bebê foi gerado. O cálculo também é feito por semanas, ao invés de meses. Por exemplo, 4 semanas é igual a 28 dias, que resulta em mais ou menos um mês. Isso, é diferente do mês que estamos acostumados, que em geral tem 30 ou 31 dias, o que dificulta a contagem.

A data prevista (ou estimada) para o parto é o dia em que se completam as 40 semanas. Mas, a partir de 37 semanas completas, o bebê já não será mais considerado prematuro, se nascer. Dificilmente terá problemas, porque já estará formadinho, e só acumulando gordura para ficar mais forte. Os bebês não marcam hora para nascer, por isso a partir das 37 semanas você deve ficar de prontidão para ver se tem sinais de trabalho de parto.

É bom lembrar também que todo processo de gestação envolve uma série de mudanças e influências que não são iguais em todos os casos. Alimentação, exercícios físicos e coisas ruins como stress, depressão e etc., influenciam diretamente na “contagem do bebê”, ou seja, no amadurecimento da gestação. Mesmo com essas diferenças nas datas, o pré-natal é muito importante para que se tenha uma gravidez tranqüila e um ótimo desenvolvimento do seu bebê.

Eu encontrei AQUI uma forma de receber um guia semanal de desenvolvimento do bebê que vai toda semana pro email da futura mamãe. Recomendo!

gravida

—————————————————————————-