Sua saúde

Câncer de pele: Como saber se a pinta é melanoma? Aprenda a regra ABCDE

Câncer de pele: Como saber identificar melanoma?

O Câncer de pele é um dos tipos de canceres mais comuns, sobretudo nos países onde o sol é mais forte. Só no Brasil, temos nada menos que 188 mil casos ao ano.  É importante que saibamos identificar as pintas que representam um dos sintomas deste câncer, conhecido como melanoma. Essa é a dúvida da maioria das pessoas: Como saber se minha pinta é câncer de pele?

De acordo com a site da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o câncer de pele acontece quando há um crescimento anormal e descontrolado celular da pele. Essas células se organizam formando camadas e, de acordo com as que forem afetadas, são definidos os diferentes tipos de câncer.

Dos dois tipos de câncer de pele existentes, os do tipo não-melanoma, não costumam ser graves e são os mais comuns. Segundo os especialistas da Camargo Câncer Center, esses são tumores normalmente originados das células basais ou escamosas, que têm baixa letalidade e alto índice de sucesso no tratamento. Já o câncer do tipo melanoma é mais agressivo. Segundo os médicos, são originados nos melanócitos, células que produzem a melanina, pigmento que dá cor à pele. São tumores potencialmente letais, especialmente quando há metástase para outros órgãos.

Como saber se a pinta é câncer?

O câncer de pele varia muito na aparência. Assim, alguns podem mostrar todas as alterações prováveis. Ao mesmo tempo, outros podem ter apenas uma ou duas distinções incomuns. Por isso, como regra geral, qualquer novo sinal na pele ou mudança em uma pinta/mancha que já existia deve servir de alerta para procurar um dermatologista.

Leia também: Entenda o melanoma, o câncεr de pele. Quando as células produtoras de melanina “enlouquecem”

A metodologia indicada pelos dermatologistas da SBDerma para reconhecer os sintomas dos canceres de pele é conhecida como Regra do ABCDE. Dessa maneira, a regra irá auxiliar na identificação dos sinais perigosos. Mas, lembrando que nenhum exame caseiro substitui a consulta e avaliação médica.

Assim, a regra precisa ser aplicada sempre que você perceber que possui uma lesão rosada, pinta preta ou castanha ou mesmo uma ferida com as seguintes características:

  1. Cresce de tamanho
  2. Muda de cor
  3. Muda sua textura
  4. Tem bordas irregulares
  5. Coça
  6. Sangra
  7. Não melhora em até 4 semanas

Câncer de pele: Como saber identificar melanoma?.

Identificar com a Regra ABCDE

Essa regra é essencial para que você “desconfie” de lesões cancerosas. A dermatologista Dra. Aleksandra Viana, da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais diz que as pintas podem avaliar quatro características distintas. Uma mesma pinta pode apresentar uma ou mais dessas categorias.

A – Assimetria: uma metade da pinta é muito diferente da outra, pode ser sinal de câncer;

B – Borda irregular: quando o contorno do sinal, pinta ou mancha não é liso;




C – Cor: se o sinal, pinta ou mancha tem diferentes cores, como preto, marrom e vermelho;

D – Diâmetro: se o sinal, pinta ou mancha têm um diâmetro maior que 6 mm.

E – Evolução: Se o sinal cresce e muda de cor, provavelmente é maligno.

sbd / accamargo / tuasaude

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo