Conheçam o Jacaré albino que faz acupuntura para curar problemas de coluna


Não está fácil para ninguém. Bino, um jacaré do pantanal albino que vive em um aquário de São Paulo tem passado por maus momentos desde que desenvolveu uma lordose e escoliose severas. O estágio da doença está tão adiantado que o animal exibe uma corcunda que fica exposta fora d’água enquanto o réptil descansa no seu tanque.

O problema deixou de ser estético desde que os biólogos perceberam que Bino sentia fortes dores nas costas, o que estava inclusive atrapalhando de acasalar com sua companheira também albina (Albi). Preocupados com o agravamento da doença e com as dores que o jacaré tem sentido, os biólogos optaram por favorece-lo com sessões de acupuntura que tem tido um ótimo resultado.


Durante as sessões de acupuntura Bino fica quietinho e não causa problemas para a punção das agulhas entre suas escamas. Por segurança os biólogos vedam sua boca com fita crepe. Além da acupuntura, o jacaré toma medicamentos fitoterápicos diariamente que amenizam a dor e ainda recebe doses de vitamina para compensar o fato de não poder se expor ao sol por causa do albinismo.

Além de garantir o bem estar do animal, todos estes esforços também tem o objetivo de garantir que Bino e Albi possam se reproduzir e passar seus genes para frente. Não vai ser uma lordose que vai atrapalhar o casal, não é mesmo?

bino001
Foto: Reprodução/uol
bino002
Foto: Reprodução/uol
305611-970x600-1
Foto: Reprodução/uol
305608-970x600-1
Foto: Reprodução/uol

FONTE: Folha UOL


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.