O que acontece com o cordão umbilical depois do parto?

Parto: O que acontece com o cordão umbilical depois que o bebê nasce?

“Quando a mulher realiza um parto o médico corta o cordão umbilical. Mas o que acontece com a outra parte do cordão que não está mais ligada ao bebê? Desde criança tenho essa dúvida.” Maykon

Veja bem Maykon, o cordão é uma estrutura exclusiva dos mamíferos e é a ligação do bebê com a placenta da mãe. É formado por duas artérias, uma veia e uma substância gelatinosa. As artérias levam sangue do corpo do embrião até a placenta, enquanto a veia traz o sangue da placenta para o embrião.

É uma estrutura importantíssima. Durante a gestação, a placenta da mãe fornece proteínas, glicose e micronutrientes como o ferro e o zinco ao bebê. Além disso, ela reforça sua proteção com uma bateria de anticorpos que irão defendê-lo contra infecções. E abastece-o de oxigênio, essencial à vida.

O feto recebe essas substâncias por meio do sangue que corre no cordão umbilical. Em troca, ele devolve à placenta seus resíduos (gás carbônico e uréia), produtos de um metabolismo que se acelera com o crescimento. Tudo isso através do cordão umbilical.

Na hora do parto, ápos a retirada do bebê do útero, o obstetra corda o cordão pois o bebê já está maduro o bastante para respirar e se nutrir sozinho. Com isso, o restante do cordão é “puxado”, esse procedimento descola a placenta do útero e as duas estruturas são tiradas do útero e normalmente, são descartadas.

 SUPERINTERESSANTE, DRAUZIOVARELLA

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.