Animais

Pesquisadores observam que falcões prendem pássaros em rochas para comê-los mais tarde

Ornitólogos da Universidade de Rabat, no Marrocos que realizavam um trabalho de campo na ilha de Mogador puderam registrar que os falcões daquela região apresentam um comportamento bastante estranho. O ornitólogo Abdeljebbar Qninba, relatou que observou pequenos pássaros presos entre fendas das rochas. A observação se tornou curiosa quando percebeu que os falcões estavam prendendo pequenas aves nas rochas de forma que ficassem vivas, porém, não pudessem se soltar.

O objetivo da façanha seria manter as aves vivas e frescas para uma refeição futura. Abdeljebbar disse à revista New Scientist que percebeu que as penas das asas e da cauda dos pequenos pássaros foram milimetricamente removidas pelos falcões, o que os impedia que poder voar caso de soltassem das pedras.

Na revista científica Alauda, o ornitólogo disserta que esse “é um exemplo evidente de criação de animais por não humanos” e que os falcões ao que parece, armazenavam as aves como um meio de mantê-las vivas para servirem com alimento posteriormente. Além disso, é possível que os falcões estivessem se preocupando em estar por perto dos ninhos, para proteção de seus filhotes e que mais tarde, os pássaros capturados serviriam como alimento para a família.

8650falcao

Apesar de as evidências, muitos especialistas não concordam com as suposições de Abdeljebbar e argumentam que não há provas suficientes de que esses pássaros estão sendo mantidos reféns pelos falcões. O especialista Rob Simmons, da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, argumenta que os falcões não possuem competência cognitiva suficiente para armazenar esses pássaros dessa forma. “Eu acho que os pássaros possam estar apenas escapando e procurando refúgio”, assegurou.

Fonte: jornalcienciagizmodo  Imagens: Reprodução/  Abdeljebbar Qninba via New Scientist / otempodevida
Comentários

Novidades

Topo