Alimentação

Náufrago que sobreviveu 14 meses à deriva está sendo processado sob a acusação de ter se alimentado do corpo do companheiro de pesca

Coisa de filme? José Salvador, de 37 anos, saiu para pescar no dia 21 de dezembro de 2012 ao lado de seu amigo, companheiro de pesca Ezequiel Córdoba. Os dois passaram por uma tempestade que causou uma pane no motor deixando-os à deriva.  José só foi encontrado 438 dias depois, sozinho. O homem disse que sobreviveu comendo peixes, aves, tartarugas, água da chuva, além de beber a sua própria urina e rezar muito.

Ezequiel, no entanto, não teve a mesma perseverança e fraquejou à desesperadora circunstância de estar à deriva. Segundo José, ele não aceitava se comer carnes cruas e beber urina, e morreu, acredita ele, de fome, depois de poucas semanas no mar. José contou que jogou o corpo de seu amigo no mar e rezou para que Deus lhe enviasse ajuda e comida.


José foi encontrado em fevereiro de 2014 por pescadores do atol Ebón nas Ilhas Marshall. Ele estava junto de seu barco, que já estava cheio de cracas grudadas no casco. O pescador foi resgatado seminu, vestindo apenas uma cueca rasgada, com cabelos e barbas grandes, e apresentava confusão mental.

ctk-jose-salvador-alvarenga-trosecnik_denik-605

Canibalismo?

Um ano depois de ter sido salvo, a família do seu colega de pesca Ezequiel Córdoba o acusa de ter comido o corpo do rapaz de 22 anos após o naufrágio. De acordo com emissora de televisão Fox News Latina, os familiares de Ezequiel querem US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,9 milhões) de indenização. José, nega o tempo todo que tenha se alimentado do corpo do jovem, de quem havia contratado os serviços para uma viagem de dois dias de pesca no mar.

José, diz que em nenhum momento cogitou se alimentar do corpo de Ezequiel. Ele conta que o jovem fez dois últimos pedidos antes de morrer: o primeiro para que Alvarenga não comesse o seu corpo, e, o segundo, para que ele encontrasse a sua mãe e explicasse o que havia acontecido.

Jose Salvador Alvrenga está recebendo honorários em função de um livro que foi publicado com a sua história de sobrevivência. De acordo com o advogado do sobrevivente, os pais de Ezequiel querem uma parte desse pagamento e por isso estão usando a tática de processá-lo.

Fontes: megacurioso/telegraph/huffingtonpost/megacurioso2   Imagens: huffingtonpost/denika

Comentários

Novidades

Topo