Animais

7 histórias reais de crianças que foram criadas por animais (aves, cães, gatos, cabras, chimpanzés)

Crianças criadas por animais selvagens têm influenciado muitos personagens fictícios como Mowgli, Tarzan, Rômulo e Remo. Mas por trás de cada história inventada existe um fundo de verdade: Existem até hoje cerca de 100 casos documentados de crianças selvagens que sobreviveram graças ao instinto maternal de cães, lobos, macacos e até cabras.

Isolado do contato humano, essas crianças muitas vezes não desenvolvem habilidades sociais ou de linguagem básica, tornando-se difícil para eles alguma vez viver no mundo civilizado. Aqueles que podem se comunicar normalmente expressam seu desejo de retornar à vida selvagem. Veja dez casos de crianças que foram cuidadas por animais e viveram isoladas do mundo.


1- Oxana Malaya

oxana

Aos três anos de idade, a ucraniana Oxana Malaya foi retirada de dentro de casa por pais descuidados . Por cinco anos, ela viveu em um canil nos fundos da casa com vários cães. Quando encontrada em 1991, ela não podia falar, mas latia e rosnava enquanto corria apoiada em quatro membros.  Agora, com cerca de  20 anos Malaya pode falar, mas apresenta a capacidade mental de uma criança de seis anos. Ela vive em um lar para pessoas com deficiência e, enquanto ela anseia voltar à sua convivência com os cães, ajuda no cuidado de vacas na propriedade.

2-  Daniel, “The Andes Goat Boy”

55dd5f744758b

Um menino de 12 anos foi encontrado nas montanhas do Peru vivendo entre cabras em 1990. Ele supostamente sobreviveu oito anos em estado selvagem bebendo leite das cabras e comendo raízes e bagas. Suas mãos e pés tinham se tornado endurecidos, assim como cascos, do tempo que ficou andando de quatro. Uma equipe da Universidade de Kansas estudou o menino e deram o nome de Daniel, e declarou que, apesar de suas habilidades de linguagem humanos serem quase inexistentes, ele poderia de fato se comunicar com as cabras que ele chamava de família.

3- Ivan Mishukov

Ivan-Mishukov

O menino fugiu de seus pais, em 1996, aos quatro anos. Precisando de comida, banho e carinho o menino se juntou a um grupo de cães de rua. Os cães, mantinham o menino protegido e o aqueciam a noite. Rosnando e mordendo feito um cão, Ivan foi capturado dois anos mais tarde e levado a uma casa de reabilitação infantil. Ao contrário da maioria crianças selvagens, ele foi capaz de reajustar para o mundo humano, provavelmente porque ele passou os primeiros quatro anos vivendo em uma casa com a família.

4- Vanya Yudin

yudin

Em 2008, o russo Vanya Yudin de sete anos de idade foi encontrado confinado a um quarto cheio de aves selvagens e domesticadas, comida de passarinho e excrementos de pássaros. O menino só podia se comunicar por chilrear e agitando os braços. A mãe que era absolutamente negligente com o garoto entregou a criança aos cuidados de assistentes sociais logo depois que ele foi descoberto. Ele foi temporariamente colocado em um abrigo, mas informações recentes dizem que ele agora vive em um centro para atendimento psicológico em que ele está em fase de reabilitação.

5- Rochom P’ngieng

Rochom-P'ngieng

Rochom P’ngieng desapareceu enquanto pastoreando búfalos no Cambodia aos oito anos. Em 2007, 18 anos depois, um morador testemunhou uma mulher nua que vagava em torno de sua propriedade tentando roubar arroz. Ela foi identificada através de uma cicatriz inconfundível e então foi levada para sua família. Incapaz de se adaptar à vida em sociedade, Rochom tentou várias vezes escapar para a floresta até que fugiu em 2010. Até hoje, seu paradeiro permanece largamente desconhecidos.

6- Natasha Mikhailova

menina-criada-por-cães

Na cidade de Chita, na Sibéria, uma garotinha de 5 anos foi encontrada sem roupas e rodeada de cães e gatos em um pequeno apartamento sem aquecimento e completamente sujo. A garota, chamada Natasha Mikhailova, supostamente viveu com o pai e os avós no apartamento, mas ficaram 2 anos sem contato com ela. Então os vários cães e gatos criaram Natasha, que andava de quatro, latia, pulava, rodeava a comida e bebia água com lambidas. Após o resgate Natasha foi levada para um centro de reabilitação, onde especialistas confirmaram que ela não tinha retardo mental, apenas carecia de contato humano.

7- Bello, “The niger Chimp Boy

bello

Em 1996, um menino de dois anos de idade, deficiente físico e mental, foi encontrado com uma família de chimpanzés no norte da Nigéria. Provavelmente abandonado com cerca de seis meses de idade, devido à sua deficiência, como é costume na tribo Fulani, de onde veio. Bello se locomovia como um macaco. Nos primeiros dias que esteve na casa de reabilitação, ele começou a saltar durante a noite, quebrando coisas e fazendo barulhos de chimpanzé. Seis anos depois do resgate,  ele já parecia mais calmo, mas ainda não conseguia se comunicar e manteve os animais como sua referência.

Fonte: mandatory/viralnova/comshalom/ viresattached    Imagens: mandatory/viralnova/monkeyland

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo