Curiosidades

Veja como é a técnica da NASA de transformar o xixi dos astronautas em água potável

Como um astronauta tem água suficiente para uma longa missão no espaço? Esse é um problema que a NASA sempre tentou contornar. E parece que agora eles conseguiram. A NASA desenvolveu nas últimas décadas técnicas avançadas de purificação da urina dos astronautas que é composta por 95% de água. E o resultado do desenvolvimento foi excelente, levando a água a ficar mais limpa até mesmo do que a que tomamos na Terra.

O primeiro passo do tratamento, é adicionar alguns ingredientes ao xixi antes que o líquido entre na máquina de purificação. Esses ingredientes impedem que as moléculas da urina se quebrem e também que haja proliferação de bactérias. Depois de passar por um sistema de bombas e tubos o xixi espesso vai parar em um recipiente cilíndrico do tamanho de um forno doméstico com uma bomba de vácuo acoplada – ao sugar o ar, a pressão interna é diminuída, abaixando também o ponto de fervura do fluido. Desse jeito, a água pode ser separada do restante sem a necessidade de aplicar nenhum calor. O processo é repetido algumas vezes, até que se obtenha dois produtos: água pura e um dejeto cheio de sal. A água potável é adicionado iodo, para eliminar qualquer bactéria que tenha resistido. Isso torna o gosto um pouco ruim, mas os astronautas que testaram a água disseram que é fácil se acostumar.


O único problema encontrado é que a eficiência do processo no espaço é 10% menor do que a eficiência na Terra. Isso porque a urina no espaço é um pouco diferente da daqui. No espaço, o cálcio vaza dos ossos dos astronautas e sai pela urina. Esse cálcio extra reage com os químicos adicionados antes do tratamento, formando sulfato de cálcio, um sal que, em grandes quantidades, compromete o procedimento. Por isso foi necessário enviar um novo suprimento de água para compor o estoque da nave que está em atuação no momento, enquanto aqui os cientistas estão estudando uma forma de equiparar os níveis de eficiência com os da Terra.

A NASA desenvolveu nas últimas décadas técnicas avançadas de purificação da urina dos astronautas que é composta por 95% de água. E o resultado do desenvolvimento foi excelente, levando a água a ficar mais limpa até mesmo do que a que tomamos na Terra. Foto: Reprodução/galileu

A NASA desenvolveu nas últimas décadas técnicas avançadas de purificação da urina dos astronautas que é composta por 95% de água. E o resultado do desenvolvimento foi excelente, levando a água a ficar mais limpa até mesmo do que a que tomamos na Terra. Foto: Reprodução/galileu

Réplica do banheiro da ISS que fica nos laboratórios da NASA. Foto: Reprodução/ galileu

Réplica do banheiro da ISS que fica nos laboratórios da NASA. Foto: Reprodução/ galileu

Fonte: revistagalileu

 


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo