Animais

Por que vaca come sal?

“Por que a vaca lambe sal?” Junnin Trindade




 Junnin, para que as vacas sejam saudáveis é preciso que elas consumam o cloreto de sódio (sal de cozinha) geralmente com adição de outros sais minerais. O sal mineralizado é incluído na dieta dos bovinos por apresentarem substâncias fundamentais para a contração muscular, o bom funcionamento do sistema nervoso central, a formação dos ossos e a manutenção do equilíbrio das principais funções orgânicas. Por isso os criadores incluem o sal na comida desses animais!

Algumas pessoas acreditam que as vacas e bois comem muito sal, mas isso não é verdade. Esses animais ingerem em média 60 gramas de sal por dia. Não é muito se considerarmos que são animais de grande porte pesando quatro vezes mais que um ser humano, em média. Nos tempos atuais, o ser humano ingere cerca de 12 gramas de sal diariamente, multiplicando por quatro comeríamos 48 gramas. Ou seja, proporcionalmente, as vacas ingerem mais ou menos a mesma quantidade de cloreto de sódio que nós.

Mas e se vivessem na natureza, soltos pelas pastagens sem interferência humana? De onde as vacas conseguiriam essas substâncias tão importantes? Bem, na natureza alguns vegetais são ricos em sais, assim como o solo que acaba vindo junto da raiz quando o capim é arrancado fornecendo a proporção necessária de sal para manutenção do organismo. Além das vacas, os elefantes também têm necessidade de ingerir sal para manterem saudáveis. Eles podem ingerir até 20 kg de sal por dia, como acontece com os elefantes do leste africano que visitam cavernas salinas periodicamente para suprir suas necessidades de sais.



O sal mineralizado é incluído na dieta dos bovinos por apresentarem substâncias fundamentais para a contração muscular, o bom funcionamento do sistema nervoso central, a formação dos ossos e a manutenção do equilíbrio das principais funções orgânicas.

FONTE: Mundo Estranho

2 comentários

2 Comments

  1. Lucas Adriano

    em

    Bem bacana esta matéria! Ou aliás como sempre outra matéria muito interessante. Mas pessoal do Diário de Biologia, eu tenho uma curiosidade, o que faz o profissional que se gradua com ciência e tecnologia de laticínios? Muito obrigado.

  2. Nas dietas com mais de 50 % de concentrado na MS , dietas com grandes quantidades de silagem de milho, sem um mínimo de silagem pré-secada que ajude a estimular a ruminação, bem como em situações com grandes quantidades de alimentos muito úmidos (dietas com menos de 50 % de MS) e fermentados (resíduo de cervejaria) e/ou de uso de alimentos ricos em GRF, excessivamente picados, sem adequada estrutura física (cana de açúcar moída), recomenda-se o uso do bicarbonato de sódio ou de suplementos minerais tamponantes para normalizar o teor de gordura do leite. O bicarbonato de sódio, fornecido na quantidade diária de 100 a 250 g para vacas em lactação (1,5% do concentrado) funciona como um tampão, elevando o pH do rúmen no curto prazo, ou seja, é de ação rápida, mas limitada. Sua ação tamponante compensa a diminuição de ruminação que ocorre nesses tipos de dieta. Outros autores creditam o efeito positivo dos sais tamponantes ao aumento no fluxo de passagem dos alimentos concentrados (GRF) pelo rúmen, pois para manter a osmolaridade do líquido ruminal, há um aumento da ingestão de água pelo animal ( Russel & Chow, 1993). Há também recomendações no sentido de combinar o bicarbonato com o óxido de magnésio, que nas quantidades de 50 a 90 g/vaca/dia, funciona de modo complementar, como um alcalinizante no rúmen. Como o bicarbonato de sódio é de curta ação no rúmen, aditivos probióticos, como cepas específicas de leveduras vivas (Saccharomyces cerevisiae) vem sendo utilizadas como complemento aos sais tamponantes. Face a sua ação metabólica mais prolongada no rúmen a levedura ajuda a manter o ambiente ruminal mais favorável à digestão da celulose, aumentando as populações de bactérias celulolíticas e de bactérias que fermentam o ácido láctico.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo