Curiosidades

Como o cacto sobrevive em ambientes desérticos?

“… Ás vezes observando fotos de cactos, me pergunto como essa planta consegue viver sem água por tanto tempo e não morre?” Luis Eduardo Galvão




É realmente impressionante Luis Eduardo! Os cactos são vegetais que foram agraciados pela evolução com adaptações incríveis para sobreviver quase sem água. São adaptações que vão desde as folhas até o formato do caule.

Normalmente, as plantas perdem muita água pelas folhas, como os cactos precisam economizar água ao máximo, suas folhas evoluíram para estruturas modificadas, os espinhos que evitam desidratação. Além disso, ter espinhos ajuda na proteção. Afinal, os cactos acumulam água e podem matar a sede de animais que ingeri-los, os espinhos servem também para manter os animais bem longe.

Mas não é só isso. Os cactos possuem o caule revestido por de um tipo de cera que não permite que a água da transpiração da planta não se espalhe demais e evapore. Algumas espécies ainda contam com o formato de bola, que combinam a maior capacidade de armazenamento com a menor superfície exposta, podendo guardar muita água e sofrer a mínima transpiração possível.

Quando a chuva cai, o que é muito raro em ambientes desérticos, as células do córtex, no caule dilatam para armazenar bastante água; na seca, essas células murcham, cedendo água para que outras células importantes possam sobrevivência. E por falar em chuva, outra adaptação fantástica aparece nas raízes que ocupam um grande espaço e ainda são bem próximas a superfície, tudo para “sugar” o máximo possível da água da chuva.



 



FONTE: Mundo Estranho

4 comentários

4 Comments

  1. Estou sempre lendo o diário de biologia, acho interessantíssimo!
    Aprendo muitas coisas por dia, e seus textos são muito bem esclarecidos!
    Não sabia esse negócio do cacto! Muito interessante, agora já sei o por quê! 🙂
    Tenha uma boa tarde!!

  2. Renato Kunz

    em

    Também tem o fator fisiológico. As plantas possuem uma estrutura chamada estomátos que é uma espécie de valvula responsavel pela transpiração das plantas. Cactos e Bromélias ( “Abacaxis” ). As Plantas normais abrem seus estomatos em alta temperatura durante o dia liberando agua e captando gás carbonico. Más os Cactos e as Bromélias fazem isso durante anoite, quando as temperaturas estão mais baixas, e os desertos são muito quente durante o dia e muito frio durante a noites, por fim como os estomatos abrem durante anoite para captar o gás carbonico a temperatura estará mais baixa e a perda de agua concequentemente será menor. Outro segredo para o sucesso é que essas plantas possuem o processo de fotossintese mais eficinte do que as demais.

    Faz tempo que não leio sobre o assunto, então posso ter errado em alguma coisa, ou estar um pouco desatualizado.

  3. Fabio Duarte Ribeiro

    em

    Quanto ao fato do sistema radicular ser superficial, não acho que isso seria uma vantagem para superar estresse hidrico, mas sim o contrário, sistema radicular mais profundo, para ser capaz de absorver água em profundidade quando não houvesse mais água disponível na superfície, ainda mais em solos arenosos como de deserto onde a infiltração de água é relativamente rápida. Fica aí a minha colocação. Quanto ao restante gostei muito. Parabéns pela página.

  4. janete

    em

    Amei fiquei sabendo sobre os cactos fazendo pesquisa para meu filho d
    a segunda serie achei fantastico!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo