Curiosidades

Por que temos que usar gesso quando quebramos algum osso?

Por que temos que usar gesso quando quebramos algum osso?
Esse texto foi útil para você?

“Karlla, primeiramente, meus parabéns pelo blog, é maravilhoso! Minha dúvida é: Porque temos que usar gesso quando quebramos algum osso?” Isaac. 14 anos.

“Adoro ler o Diário de Biologia. Queria saber por que a gente usa gesso quando quebra alguma parte do corpo.” Gustavo


 Isaac e Gustavo, obrigada pelo carinho. Veja bem, nossos ossos tem várias funções, mas as principais são sustentação do corpo, realização de movimentos, proteção dos órgãos e produção de elementos celulares do sangue. Como qualquer tecido vivo os ossos estão em constante regeneração. Eles possuem em seu centro uma parte macia, chamada medula, a grande responsável pela produção das células do sangue, os glóbulos brancos e vermelhos. Além disso, minerais como o cálcio e fósforo são combinados de uma forma cristalizada em uma estrutura com padrão única de tiras em diagonal que permite suportar grandes pesos. Por isso, não é tão fácil assim quebrar um osso.

Mas quando sofremos fraturas, além da dor, todas as funções ósseas ficam comprometidas. Mas ao mesmo tempo em que a fratura acontece, nosso organismo já começa um trabalho natural de regeneração. Os fragmentos do osso quebrado são “digeridos” por células ósseas chamadas osteoclastos. Quando elas terminam sua tarefa, abandonam o meio para que os osteoblastos, outra família celular, reconstituam as porções de osso danificadas.

É muito importante que durante o processo de regeneração os movimentos dos ossos sejam controlados. Se a restauração está sendo feita, mover a região afetada pode causar mais danos nas regiões vizinhas do osso e atrapalhar seriamente o processo. Existem vasos sanguíneos, nervos e outros tecidos que rodeiam os ossos e que podem ser danificados nestes casos. Por isso, os gessos são colocados. Eles limitam muito o movimento e cuidam para que as células de regeneração possam trabalhar sossegadas. Além disso, a maioria das fraturas pode ser restaurada com sucesso se as pontas ósseas forem reposicionadas e imobilizadas enquanto cicatrizam.


Comentários

Novidades

Topo