Polidactilia: mais dedos do que o normal

“Olá Karlla. Vi um de seus post “Por que temos 5 dedos nas mãos e nos pés?”, e quero saber por que meu primo possui 6 dedos nos pés, pois a mãe não teve coragem de tirar esses dedos, ele ainda é uma criança!” Bárbara

Bem Bárbara, o que seu primo tem parece ser uma alteração genética chamada de polidactilia, que significa a presença de dedos nas mãos e/ou nos pés de um número além do normal. Não é uma condição muito rara, sendo aproximadamente 10 vezes mais comuns em indivíduos negros do que em caucasóides. Quando uma pessoa possui mais dedos nas mãos do que o normal, chamamos de quirodáctilos e são nos dedos do pé, chamamos pododáctilos.

A polidactilia é uma anomalia resultante da manifestação de um alelo autossômico (que não está ligado ao sexo e, portanto pode acometer tanto o sexo feminino quanto o masculino) e dominante (que se manifesta mesmo que esteja presente somente uma vez no par de cromossomos, ao contrário do recessivo, que só se manifesta quando aparece em dose dupla). Nessa anomalia os genes possuem penetrância incompleta, isso significa que apenas uma parcela dos portadores apresenta as características da doença, mas a pessoa pode carregar o gene e transferi-lo para seus filhos, mesmo não manifestando a anomalia. Isso significa que se o filho manifestou a anomalia e a mãoe e o pai não, certamente o casal carrega esse gene. Por se tratar de um gene dominante, a probabilidade de transmissão para os descendentes é de 50%, caso sejam genes heterozigotos (Aa), ou 100% nos casos de genes homozigotos (AA).

A expressão anomalia pode ser variável, apresentando desde a presença de um dedo extra completamente desenvolvido, até uma simples profusão carnosa. Apesar de ser uma anomalia, a polidactilia não carrega consigo nenhum problema neurológico  para seus portadores. A remoção cirúrgica é um processo considerado simples e é o único tratamento.

2f30d12b5ce71beaf0ae776fc8d70b95

1305568806225

SEIS-DEDOS-01

FONTE