Curiosidades

Como se forma a cera de ouvido?

O nosso canal auditivo, aquela porção que fica logo após a orelha (pavilhão auditivo) impede que o ouvido interno (onde ficam todas as partes responsáveis por perceber os sons) seja danificado, protegendo-o de poeiras, insetos e da introdução de objetos estranhos. É aí que a cera do ouvido é importante!

Esse canal auditivo está coberto de pelos finos e de cerca de 4000 glândulas responsáveis pela produção do cerúmen, a tão conhecida “cera de ouvido”, que nada mais é do que uma secreção de cera produzida pelas glândulas sebáceas que se encontram situadas neste canal auditivo externo. A cera é produzida em pequenas quantidades, e sai espontaneamente.

Uma coisa que poucas pessoas sabem, é que assim como o resto da pele do nosso corpo, a pele do nosso ouvido também passa por um processo de renovação. Quando chega o momento de se livrar das células epiteliais mortas, as células simplesmente caem. No entanto, nosso ouvido, possui uma menor oportunidade para elas serem dispensadas. Com isso, essas células descamadas vão se acumulando em camadas no canal auditivo, e se tornam, mais tarde, 60% do peso total da cera do ouvido que produzimos.




Fora as células epiteliais, a cera também contém lisozima, uma enzima antibacteriana capaz de destruir parede celular das bactérias, por causa do seu pH levemente ácido, também possui ação antimicrobiana diminuindo o risco de infecção do canal auditivo externo. Sua natureza pegajosa também é uma barreira para objetos estranhos, prevenindo contato direto com diversos organismos, poluentes.

Por causa das suas funções, é importante não retirar completamente a cera do ouvido, isso ajuda a prevenir doenças no canal auditivo!

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


9 comentários

9 Comments

  1. Eu gosto como você traduz a complexidade da Medicina para uma linguagem que todos possam entender, ao contrário de muitos verborrágicos da área. Afinal de contas, é incoerente estudar cada vez mais para falar com cada vez menos pessoas. Parabéns pelo ótimo trabalho!

  2. amei! tô vendo que ainda tenho muita coisa a aprender!!!!

    Apareceu aqui em casa um inseto e estou tentando tirar uma foto pra te mandar pra ver se finalmente descubro que inseto é esse! tenha uma ótima semana!!!!

    beijão!!!

    ^.^

  3. Gilberto

    em

    Oba !! que blog bacana!! 😀 😀

    parabéns ! seus textos são mt fáceis de entender :woot:

  4. Junior

    em

    Parabéns pelo site, informações objetivas e com linguagem totalmente fléxivel aos nossos alunos(as) bem dinâmico com um design e navegabilidade legais mesmo. Bem que poderia postar informações sobre softwares e objetos de aprendizagem ligados ao ensino de ciências e biologia !

  5. Patrícia

    em

    Queria saber por que a maioria das pessoas sentem prazer em passar cotonete no ouvido (o que me parece não ser recomendado)… Há muitas terminações nervosas nesse local?

  6. Fátima Lúcia Rossetto

    em

    MEU ESPOSO TEM UM BARULHO MUITO GRANDE EM UM DOS OUVIDOS,QUE INCOMODA MUITO,E ELE Ñ SE SENTE BEM EM LUGAR DE BARRULHO,COM SOM ALTO E NEM GRITOS,O QUE PODE SER,DE QUE VEM ,VCS TEM ALGUMA RESPOSTA,OBRIGADA DEUS OS ABENÇOE

  7. Giselle Camargo dos Santos

    em

    é tudo de bom esse Diário de Biologia!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo