Animais

Corydalidae: Que BICHO é esse?

Meus filhos e eu, achamos o ‘diariodebiologia.com’ muito interessante e com ótimo visual. Estamos enviando em anexo foto de um inseto incomum que capturei. Como ele parece agressivo e não foi embora, não tive escolha. Você pode por favor nos dizer que inseto é esse? Paulo Malheiros, Nova Lima – MG


Paulo e filhos, obrigada pelo carinho e palavras de incentivo. Mas que lindo inseto, não é? Esse “insetão” com grandes asas membranosas antenas longas e aparelho bucal forte é um membro da ordem NEUROPTERA, subordem MEGALOPTERA e família CORYDALIDAE.

Os neurópteros-magalópteros desta família ocorrem primariamente no hemisfério Norte e América do Sul, inclusive aqui no Brasil. Os corydalídeos são os maiores insetos da subordem Megaloptera e seu corpo geralmente mede mais que 25 mm. Possuem antenas muito longas e além dos olhos compostos, possuem três ocelos (pequenos olhos vestigiais). Os machos tem uma mandíbula enorme (veja a figura) e nas fêmeas as mandíbulas são curtas, porém são bem fortes e sua picada pode causar muita dor. A imagem enviada é de uma fêmea. Geralmente as fêmeas são capturadas com mais frequência, pois ficam expostas durante a ovoposição.

As larvas destes insetos (veja imagem) são aquáticas, ativas com mandíbulas fortes e extremamente predadoras, vivem no fundo d’agua escondida entre rochas e galhos, se alimentando de pequenos invertebrados aquáticos. Pelo hábito aquático de suas larvas, os adultos são vistos próximo a locais com rios e riachos, embora, algumas vezes atraídos pela luz, possam aparecer também longe da água. Os adultos são geralmente de hábito noturno voando apenas no crepúsculo, durante o dia ficam escondidos entre a vegetação da mata ciliar (próxima aos rios).

São insetos holometábolos, ou seja, passam pelas fases de larvas, pupa e adulto. Após a fase larval na água, a fase de pupa é no solo, dentro de câmaras escavadas sob pedras ou troncos. Quando o adulto emerge da pupa, vive por um curto período de tempo e se alimentam muito pouco. Durante a fase reprodutiva, a cópula acontece em vegetação adjacente a cursos d’água. Os ovos são postos em massas compactas na vegetação ou em pedras, que podem conter centenas de ovos.

———————————————

FONTE: BORROR

Pessoal, hoje estou iniciando uma nova categoria – QUE BICHO É ESSE!. Tenho recebido muitos emails com fotos de bichinhos que as pessoas encontram por aí. Assim, quando você encontrar um bicho e não souber o que é, fotografe e envie para contato@diariodebiologia.com (SÓ SERÃO ACEITAS FOTOS ORIGINAIS TIRADAS PELO LEITOR) . É claro que muitas vezes eu não vou conseguir identificar, mas vou tentar, com certeza! Os leitores que já me enviaram fotos, aguardem, logo publicarei as matérias sobre aqueles que consegui identitificar. BEIJOS EM TODOS!


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Comentários

Novidades

Topo