Sua saúde

Apneia do sono: O que é? Sintomas, causas, riscos e tratamentos

apneia do sono

A apneia do sono é um distúrbio grave  que ocorre quando a respiração de uma pessoa é interrompida enquanto dorme.

Aliás, você já acordou no meio da noite sem fôlego?

Seu parceiro reclama de seu ronco incessante e alto?




Você se sente mais cansado de manhã do que quando foi dormir?

O que é apneia do sono?

A apneia do sono é uma condição na qual as passagens superiores das vias aéreas se fecham, cortando o oxigênio e interrompendo a respiração até você acordar e começar a respirar novamente.

Pessoas com essa condição não tratada param de respirar repetidamente durante o sono,  às vezes centenas de vezes em uma única noite.

Nesta condição, o cérebro — e o resto do corpo — pode não receber oxigênio suficiente, por isso, os danos podem ser graves.

Existem, na verdade, dois tipos de apneia do sono:

  • Apneia obstrutiva do sono. É a mais comum das duas formas de apneia, causada por um bloqueio das vias aéreas, geralmente quando o tecido mole na parte posterior da garganta entra em colapso durante o sono. É muito comum em pessoas com sobrepeso e obesidade.
  • Apneia central do sono. Ao contrário da anterior, as vias aéreas não são bloqueadas, mas o cérebro falha em sinalizar os músculos para respirar, devido à instabilidade no centro de controle respiratório.

Esse problema pode causar um sono fragmentado e baixos níveis de oxigênio no sangue e isso não é bom.

Muitas vezes, a combinação de sono perturbado e falta de oxigênio pode levar a hipertensão, doenças cardíacas e problemas de humor e memória.

Ao mesmo tempo, o problema também aumenta o risco de dirigir sonolento ou fazer trabalhos que requerem altos níveis de concentração.

Sintomas de apneia do sono

A única maneira de confirmar a apneia do sono, é fazendo um teste de sono, onde especialistas registram o que acontece enquanto a pessoa dorme.

Mas, de acordo com a National Sleep Foundation, os sinais mais comuns são:

1 — Ronco alto e consistente

Roncar de vez em quando é normal, mas o ronco crônico é preocupante.



Se você ronca alto o suficiente para acordar seu parceiro e isso acontece na maioria das noites, é um forte indicador deste distúrbio do sono e deve ser avaliado por um profissional de saúde.

2 — Acordar para respirar

Um sintoma chave da apneia do sono é o despertar com sobressaltos no meio da noite para buscar por ar, tentando respirar.

Uma pessoa com apneia grave pode ter esses sobressaltos, centenas de vezes por noite sem perceber.

3 — Sonolência durante o dia

Estar excessivamente cansado durante o dia é outra pista de que você pode sofrer com esse distúrbio.

As pessoas que sofrem desta condição podem ficar aéreas — perder a concentração — no meio de conversas ou durante as refeições.

Contudo, sentir-se moderadamente sonolento e querer tirar uma soneca à tarde, provavelmente, não é um sinal de apneia do sono.

Estamos falando de sonolência prejudicial para as atividades diárias.

4 — Dormir com a boca aberta

Acordar sempre com a boca muito seca é uma indicação de que você provavelmente dorme com a boca aberta.




As pessoas com apneia obstrutiva do sono, geralmente dormem de boca aberta, pois, devido à obstrução, é muito difícil obter ar suficiente pelo nariz.

Como as pessoas com essa condição, tendem a ser privadas do descanso físico e mental, elas podem sofrer de insônia e uma variedade de outros sintomas, como:

  • dificuldade de concentração
  • depressão
  • irritabilidade
  • disfunção sexual
  • dificuldades de aprendizado e memória
  • adormecer no trabalho, ao telefone ou dirigindo

O que causa apneia do sono?

A apneia do sono pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, inclusive crianças.

Os fatores de risco mais comuns são:

  • Ser homem
  • Estar acima do peso



  • Ter mais de 40 anos
  • Ter um tamanho de pescoço grande (mais de 42 cm 16nos homens e mais de 40 cm nas mulheres)
  • Ter amígdalas grandes, língua grande ou mandíbula pequena
  • Ter histórico familiar do problema
  • Obstrução nasal devido a desvio de septo, alergias ou problemas nos seios nasais
  • Fazer uso de bebidas alcoólicas e fumo

Diagnóstico da apneia do sono

Um dos métodos mais comuns usados ​​para diagnosticar essa condição é um estudo do sono, que pode exigir que você passe uma noite em uma clínica do sono.

Somente assim, o estudo poderá monitorar uma variedade de funções durante o sono, como, por exemplo:

  • estado do sono
  • movimento ocular
  • atividade muscular
  • frequência cardíaca
  • esforço respiratório
  • fluxo de ar
  • níveis de oxigênio no sangue

Tratamentos para apneia do sono

Dependendo da causa e do nível de apneia, existem diferentes métodos de tratamento.

O objetivo do tratamento é normalizar a respiração do paciente durante o sono.

A normalização da respiração trará benefícios, como:

  • Eliminar o cansaço e sonolência durante o dia.
  • Remover alterações  físicas e mentais causadas pela ou falta de sono.
  • Evitar alterações cardiovasculares causadas pelo excesso de tensão da respiração inadequada

Mudanças definitivas no estilo de vida

Modificações nos hábitos diários são essenciais para normalizar a respiração e são os primeiros passos críticos do tratamento.

As mudanças no estilo de vida são essenciais para atenuar os sintomas.

A seguir, veja algumas recomendações que o médico dará a você e que já podem ser seguidas a partir de agora:

  • Perder peso. Se você estiver com sobrepeso ou obesidade, esta é a ação mais importante que você poderá executar para curar a apneia do sono.
  • Pare de beber. O álcool relaxa ainda mais os músculos respiratórios, piorando o problema.
  • Pare de fumar. O tabagismo piora o inchaço nas vias aéreas superiores obstruindo a passagem de ar e piorando a apneia (e o ronco).
  • Durma de lado. Dormir de barriga para cima causa uma piora nos sintomas. Alguns pacientes têm menos problemas respiratórios quando estão deitados de lado.

Terapia com pressão positiva contínua nas vias aéreas

Este tratamento mantém as vias aéreas abertas, fornecendo suavemente um fluxo constante de ar de pressão positiva através de uma máscara.

A máscara é conhecida como CPAP  e se encaixa no nariz e / ou na boca e sopra suavemente o ar nas vias aéreas para ajudar a mantê-lo aberto durante o sono.

apneia do sono CPAP

O CPAP mantém as vias aéreas livres, dando um fluxo constante de ar de pressão positiva através de uma máscara.

Algumas pessoas têm problemas para usar o CPAP e interrompem o tratamento antes de obter qualquer benefício duradouro.

Contudo, a máscara e suas configurações podem ser ajustadas, e a adição de umidade ao ar que flui através da máscara pode aliviar os sintomas nasais.

Dispositivo de reposicionamento mandibular

Este é um aparelho oral feito sob medida, adequado para pessoas com apneia do sono de leve a moderada.

Ele mantém a mandíbula em uma posição avançada durante o sono para expandir o espaço atrás da língua.

Por fim, a ação do aparelho ajuda a manter as vias aéreas superiores abertas, prevenindo apneias e roncos.

O que acontece se não fizer tratamento?

Se não tratada, a apneia do sono pode aumentar o risco de problemas de saúde, causando condições, como:

  • Pressão alta
  • Acidente vascular cerebral
  • Insuficiência cardíaca, batimentos cardíacos irregulares e infarto
  • Diabetes
  • Depressão
  • Piora do TDAH
  • Dor de cabeça constante

Além disso, a apneia do sono não tratada pode ser responsável pelo fraco desempenho das atividades cotidianas.

Assim, há baixo rendimento no trabalho, podem ocorrer acidentes de automóvel e pouco desenvolvimento escolar em crianças e adolescentes.


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo