Medicamentos

Para que serve Amoxicilina? Por que é usada? Quem não deve tomar? Quais efeitos colaterais?

Para que serve Amoxicilina? Por que é usada? Quem não deve tomar? Quais efeitos colaterais?

Para que serve Amoxicilina? Por que é usada? Quem não deve tomar? Quais efeitos colaterais?
4.7 (93.33%) 3 votes

Para que serve Amoxicilina? Essa pergunta é muito comum, uma vez que este, é um dos antibióticos mais usados no mundo. Amoxicilina, a saber, é usado para tratar doenças causadas por bactérias. Pode ser usado como parte de uma terapia combinada. Como já dito é indicado para o tratamento de infecções bacterianas, como infecções urinárias, de ouvido ou respiratórias, amigdalite, sinusite ou vaginite, em adultos e crianças. Vamos abaixo seguir, de forma, simples, todas as informações contidas na bula [1], disponibilizada no site da Anvisa.

Para que serve amoxicilina?




A amoxicilina é um tipo de penicilina, ou seja, pertence ao grupo dos antibióticos penicilânicos. Assim, a amoxicilina é usada no tratamento de diversos tipos de infecções bacterianas. Este antibiótico é capaz de destruir as bactérias mais comuns causadoras de infecções como:

  • Infecções nos pulmões (pneumonia e bronquite)


  • Amígdalas (amigdalite, infecção de garganta)
  • Seios da face (sinusite)
  • Infecção urinária e genital
  • Pele e nas mucosas


  • Gonorreia
  • Doença de Lyme

Assim, a amoxicilina é bastante eficaz contra uma grande variedade de bactérias. Sua ação bactericida tem poderes sobre as cepas seguintes bactérias:

Gram-positivos Aeróbios: Enterococcus faecalis, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus pyogenes, Streptococcus viridans, Staphylococcus aureus sensível a penicilina, espécies de Corynebacterium, Bacillus anthracis, Listeria monocytogenes.

Gram-positivos Anaeróbios: Espécies de Clostridium.

Gram-negativos Aeróbios: Haemophilus influenzae, Escherichia coli, Proteus mirabilis, espécies de Salmonella, espécies de Shigella, Bordetella pertussis, espécies de Brucella, Neisseria gonorrhoeae, Neisseria meningitidis, Pasteurella septica, Vibrio cholerae, Helicobacter pylori.

⚠️ Atenção! Amoxicilina não é eficaz contra os vírus comuns do resfriado ou da gripe. Usá-lo para esses fins aumenta o risco de resistência a antibióticos e novas infecções.

Outros usos

Amoxicilina pode ser usada em combinação com outro antibiótico chamado claritromicina para tratar úlceras estomacais causadas por infecção bacteriana por Helicobacter pylori.  O medicamento também pode ser combinado com o lansoprazol para ajudar a reduzir o ácido estomacal e os sintomas de refluxo gastroesofágico.

Muitos médicos  receitam Amoxicilina para evitar a clamídia durante a gravidez, para prevenir a infecção bacteriana em recém-nascidos ou para proteger a válvula cardíaca após procedimentos cirúrgicos.

⚠️ Atenção! A amoxicilina só deve ser usada “off-label“, em outras palavras, para fins não especificados na bula, se  for recomendado por um médico especialista na área tratada.

Quem não pode tomar amoxicilina?

Saber quem não pode usar é tão importante quanto saber para que serve amoxicilina. Qualquer pessoa que tem alergia a penicilina também apresenta reação alérgica em presença de amoxicilina. Assim, se você suspeita ou tem a alergia a penicilina confirmada, não pode tomar amoxicilina. Ao mesmo tempo, os alérgicos a antibióticos penicilínicos ou antibióticos similares, chamados cefalosporinas, não podem administrar ou ingerir amoxicilina.

Ao mesmo tempo, esteja ciente de que o medicamento contém o corante amarelo tartrazina, que pode ser responsável por causar reações alérgicas como asma brônquica, em pessoas sensíveis. De qualquer forma, mesmo já sabendo para que serve amoxicilina e outros dados, mantenha seu médico ciente das seguintes informações:

  • se você já apresentou reação alérgica a algum antibiótico, qualquer um que tenha causado reações na pele ou inchaço na face ou pescoço;
  • se você apresenta febre glandular, também conhecida como mononucleose infecciosa ou doença do beijo;
  • se você toma medicamentos usados para prevenir coágulos sanguíneos (anticoagulantes), tais como varfarina;
  • se você apresenta problema nos rins ou não esteja urinando regularmente;
  • e, por fim, se você já teve diarreia durante ou após o uso de antibióticos.

Grávida pode tomar amoxicilina?

Sim, pode. De acordo com a bula, a amoxicilina pode ser usada na gravidez desde que os benefícios potenciais sejam maiores que os riscos potenciais associados ao tratamento. Contudo, jamais utilize este medicamento sem orientação e acompanhamento médico (ou do cirurgião dentista), mesmo se tiver somente uma suspeita de gravidez. Isso porque, uma gestante não deve tomar antibióticos sem recomendação do médico.

Sobre a amamentação, a bula diz que a amoxicilina pode ser usada por mães que amamentam. Contudo, sabe-se que uma mínima quantidade pode ser excretada junto com o leite materno. Dessa forma, jamais faça uso de amoxicilina se estiver amamentando, sem acompanhamento médico.

Quais medicamentos não podem se misturar com amoxicilina?

Alguns medicamentos podem causar efeitos negativos se administrados ao mesmo tempo que o tratamento com amoxicilina. Assim, não deixe de avisar seu médico caso você esteja tomando:

  • medicamentos usados no tratamento de gota (probenecida ou alopurinol);
  • outros antibióticos de qualquer classe;
  • pílulas anticoncepcionais (como acontece com outros antibióticos, talvez sejam necessárias precauções adicionais para evitar a gravidez), pois em alguns casos, antibióticos podem tirar efeito do anticoncepcional;
  • anticoagulantes

Idosos e crianças podem usar amoxicilina?

Sim, tanto idosos quanto crianças podem fazer tratamento com amoxicilina. Mas, é preciso seguir as recomendações especiais se referem às doses. Ao mesmo tempo, saiba que a dosagem máxima recomendada de amoxicilina é de 6 gramas por dia, dividido em doses diferentes.

Dose para crianças (até 10 anos de idade) Dose padrão para crianças: 125 mg, três vezes ao dia (de 8 em 8 horas) com aumento para 250 mg três vezes ao dia (de 8 em 8 horas) nas infecções mais graves. Estas doses só podem ser obtidas com a suspensão oral.

Dose para adultos (inclusive pacientes idosos) Dose padrão para adultos: 250 mg (esta dose só pode ser obtida com a suspensão oral), três vezes ao dia (de 8 em 8 horas) com aumento para 500 mg (uma cápsula) três vezes ao dia (de 8 em 8 horas) nas infecções mais graves.

Quais os efeitos colaterais desse antibiótico

Como qualquer outro antibiótico, a amoxicilina também pode causar reações adversas durante o tratamento. Dessa forma, avise ao médico assim que tiver qualquer mal-estar relacionado ao medicamento. Contudo, os efeitos colaterais da amoxicilina não costumam ser graves. Assim, as reações mais comuns relatadas por até 10% usuários durante o tratamento são:

  • Diarreia (várias evacuações amolecidas por dia) e enjoo. Mas, quando isso acontece, os sintomas normalmente são leves e, com frequência, podem ser evitados, tomando-se o medicamento no início das refeições. Se a diarreia e enjoos não diminuírem ou se piorarem, avise ao médico o quanto antes.
  • Erupções da pele, também podem acontecer, embora com menos frequência que a diarreia e enjoo.

Mesmo com a indicação da amoxicilina, cerca de 0,01% dos pacientes, ou seja, muito, muito, muito raramente, relataram algumas reações:

  • Leucopenia reversível (diminuição de glóbulos brancos),
  • Baixa contagem de plaquetas que resulta em sangramentos e hematomas
  • Amenina hemolítica, causada pela destruição de glóbulos vermelhos
  • Erupções da pele, prurido (coceira) ou urticária, inchaço da face, dos lábios, da língua ou de outras partes do corpo, falta de ar, respiração ofegante ou problemas para respirar; se esses sintomas ocorrerem, pare de usar amoxicilina e procure socorro médico o mais rápido possível.
  • Pacientes com problemas renais graves podem ter convulsões
  • Efeitos relacionados ao fígado; esses sintomas podem manifestar-se como enjoo, vômito, perda de apetite, sensação geral de mal-estar, febre, coceira, amarelamento da pele e dos olhos e escurecimento da urina
  • Candidíase cutânea (na pele).

6 dicas extras

  1. Pode ser tomado com ou sem alimentos, e a forma líquida, para crianças pode ser misturada com outros líquidos, como suco de frutas, leite e água.
  2. Líquidos e gotas devem ser cuidadosamente agitados antes de serem utilizados. Isso porque, irá garantir que a medicação seja distribuída uniformemente.
  3. Os comprimidos e cápsulas devem ser tomados com água. Ao mesmo tempo, os comprimidos mastigáveis ​​devem ser completamente mastigados antes de serem engolidos.
  4. Se uma dose for omitida, deve-se tomar uma dose o mais rápido possível, a menos que esteja quase na hora da próxima dose. Nunca tome uma dose dupla para compensar uma falta.
  5. Mesmo que os sintomas desapareçam é indispensável que o paciente siga o tratamento até o final.
  6. A interrupção do tratamento antes do final prescrito pelo médico ou sugerido na bula, aumenta o risco de bactérias desenvolverem resistência ao antibiótico. A infecção também pode retornar.
Amoxicilina: bula [1]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo