Sua saúde

Dor de cabeça na testa: O que pode ser?

Dor de cabeça na testa: Quais doenças podem causar o problema?

Dor de cabeça na testa: O que pode ser?
5 (100%) 1 vote

A dor de cabeça na testa não é tão rara como muitas pessoas pensam. Aliás, essa é uma das mais comuns. Quase todo mundo teve uma dor de cabeça em algum momento da vida, claro! A dor de cabeça na testa, é, mais precisamente localizada no lobo frontal e, na maioria das vezes, resulta unicamente do estresse.

Assim, conforme o Dr. Graham Rogers [4], especialista em medicina interna hospitalar no Laurelwood Transitional Care Hospital, esse tipo de cefaleia, geralmente, ocorre de tempos em tempos. Por isso, é conhecida como dor de cabeça episódica. Contudo, se a mesma dor de cabeça ocorre mais que 14 vezes por mês, os neurologistas já a consideram crônicas, de acordo com o National Institute of Neurological and Disorders Stroke.




Dor de cabeça tensional ou enxaqueca?

De acordo com estatísticas, quando ocorre uma dor de cabeça na testa, há uma alta possibilidade de que se trate de uma cefaleia tensional ou uma enxaqueca. Isso porque a tensão e enxaqueca são os dois tipos de dor de cabeça mais comuns, conhecidas como cefaleias primárias. Ou seja, aquelas que se iniciam sem nenhum fator desencadeante e, tampouco, por outra condição médica. Tanto a dor de cabeça tensional, quanto a enxaqueca, nada tem a ver com a cefaleia em salvas, que fique claro.

A cefaleia tensional é, basicamente, caracterizada por um aperto ou pressão no lobo frontal, tanto no centro da testa, quanto em suas laterais. É como se alguém apertasse forte sua cabeça nessas áreas. Ela, normalmente, começa na testa, mas, com a evolução, pode irradiar para a parte de trás da cabeça, originando uma dor na nuca.

A dor de cabeça na testa, é um dos sintomas de enxaqueca. A enxaqueca, geralmente, é unilateral. Ou seja, ocorre em um lado da cabeça, mas pode acontecer em ambos os lados. Ela causa, a saber, uma sensação latejante e pulsante, como um batido de tambor. As enxaquecas, por sua vez, tendem a ser mais graves do que as dores de cabeça tensionais. Assim, exige, geralmente, o afastamento das atividades do dia-a-dia. Ao mesmo tempo a dor de cabeça tensional, é, na maioria das vezes tolerável durantes as tarefas diárias.



Ao contrário de uma enxaqueca, uma cefaleia tensional não está associada a náuseas ou vômitos. Ao mesmo tempo, também não se faz enxergar luzes (áurea) comuns da enxaqueca. Contudo, ao mesmo tempo, pessoas que sofrem de cefaleia tensional regularmente relatam perda de apetite, e sensibilidade à luz ou som.

Outras causas de dor de cabeça na testa

Sinusite



Dores de cabeça causadas por inflamação dos sinus são muitas vezes confundidas com enxaqueca. Isso porque, ambos geralmente causam dor de cabeça na testa. Na verdade, estudos mostram que, na grande maioria dos casos, as pessoas (e seus médicos) acham que estão sofrendo de uma infecção sinusal quando estão realmente sofrendo um ataque de enxaqueca. No caso, os sintomas de sinusite serão:

  • A dor de cabeça na testa piora se baixar a cabeça ou deitar
  • Corrimento e congestão nasal, que pode ser branca, amarelada ou esverdeada;
  • Tosse, principalmente ao deitar;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Mau hálito, que piora à medida que outros sintomas ficam mais intensos.

Para distinguir de outros tipos de dores de cabeça frontais, um otorrinolaringologista pode realizar uma endoscopia nasal. Ao mesmo tempo, pode optar por uma tomografia computadorizada para saber se há acúmulo de muco no seio frontal.

Visão cansada por uso do computador

Assim como acontece na Síndrome do Túnel do Carpo, as pessoas que passam bastante tempo encarando o monitor, podem sofrer uma série de problemas também de visão. Tais complicações, decerto, tem a ver com o esforço em visualizar a tela durante horas. Atualmente, o problema tem sido chamado de síndrome da visão relacionada a computadores, um dos males modernos que surgiram juntamente com os avanços da tecnologia.

Nossa visão pode ficar cansada cansando problemas como dor nas pernas, por exemplo, após praticarmos uma atividade física. Assim, os olhos também não aguentam a tensão gerada pela repetição de uma atividade por horas a fio. De acordo com um estudo publicado na revista Survey Of Ophthalmology [1], os sintomas dessa síndrome, atinge, principalmente, os olhos, causando ardência, ressecamento, vermelhidão e dificuldades em focalizar a imagem. Além disso, uma cansativa dor de cabeça constante na testa e desconforto em ambientes muito iluminados.

Desidratação

A desidratação é mais frequente em crianças e idosos, porque normalmente não sentem sede e não se lembram de beber água ao longo do dia. Embora não perceba, quando o corpo está com falta de líquidos, há uma descompensação em diversos órgãos. Além de uma forte dor de cabeça, em geral, na testa, há sede intensa, pouca urina e boca seca e pegajosa. Um estudo publicado na Fitness & Performance [2] com atletas de Mountain bike revelou que a maioria sente perda de força e câimbras quando estão desidratados. Contudo, uma boa parte também relata forte dor de cabeça na testa.

Distúrbios do sono

Dormir é essencial para o bom funcionamento do organismo. Assim, qualquer distúrbio do sono desencadeia uma série de problemas. Um deles, a saber, é a perda de concentração, visão fraca e consequente dor de cabeça, geralmente, na testa. Esses distúrbios, de acordo com estudo do Jornal Brasileiro de Psiquiatria [3] são de fenômenos como insônia, sonolência excessiva, ronco, apneia do sono e parassonias.

Outras causas também podem estar envolvidas na dor de cabeça na testa. Até mesmo a questão genética deve ser avaliada. De qualquer forma, este tipo de dor é facilmente resolvido com um bom remédio para dor de cabeça. Assim, a cefaleia no lobo frontal também pode ser:

Opinião médica: Dr. Graham Rogers [4] Artigos médico-científicos: Survey Of Ophthalmology [1]  Fitness & Performance [2] Jornal Bras. de Psiquiatria [3]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo