Sua saúde

Dor no Joelho, o que pode ser? Veja as principais doenças que causam este incômodo

Dor no Joelho, o que pode ser? Fisioterapeuta mostra as 5 principais causas

A dor no joelho é um sintoma bastante comum. Mas não é coisa de velho, como muitas pessoas pensam. O problema pode afetar todas as idades, inclusive crianças e adolescente. Independente da idade, o que pode ser a dor no joelho é a preocupação de muita gente.

O joelho, é na verdade, uma das articulações mais complexas do corpo e exige flexibilidade e estabilidade ao mesmo tempo. Para que que funcione bem, ele conta com estruturas importantes de estabilização. Assim, quando surge uma dor na região, ela é provocada pelo uso excessivo dos joelhos ou falta de preparo adequado para uma atividade física que exija muito da sua articulação.

Quando a dor no joelho é crônica, a pessoa tem dor , inchaço ou sensibilidade em longo prazo em um ou ambos os joelhos . A causa da dor no joelho pode determinar quais os sintomas a pessoa experimenta. Muitas condições podem causar ou contribuir para este problema e, de fato,  existem muitos tratamentos . A experiência de cada pessoa com dor crônica no joelho será diferente. A melhor coisa é buscar ajuda médica para exame clínico, exames de sangue e de imagem para um diagnóstico preciso.

Quais as causas da dor no joelho?

A dor temporária no joelho é diferente da dor crônica no joelho. Muitas pessoas experimentam dor no joelho por um tempo como resultado de uma lesão ou acidente. Mas, a dor no joelho crônica  raramente desaparece sem tratamento, e nem sempre é atribuível a um incidente. É, decerto, resultado de várias causas ou condições. Abaixo temos a lista de condições físicas ou doenças podem causar dor no joelho.

1. Osteoartrite

Osteoartrite é uma doença das articulações caracterizada por degeneração das cartilagens acompanhada de alterações das estruturas ósseas vizinhas. As mais atingidas são as articulações das mãos, joelhos, coxofemurais e da coluna. Marcada por dor, inflamação e destruição articular causada por degeneração e deterioração da articulação. Sintomas: Dor, inchaço e supercrescimento ósseo. Bem como a rigidez ao despertar ou após inatividade que desaparece dentro de 30 minutos.

2. Tendinite

 A tendinite é a inflamação do tendão, uma estrutura fibrosa, como uma corda, que une o músculo ao osso. A inflamação se caracteriza pela dor na parte da frente do joelho que se agrava ao subir, subir escadas ou subir um declive. Sintomas: dor que piora com o movimento, diminuição da força, inchaço local e presença de calor e/ou vermelhidão. Casos graves causam atrofia da musculatura.

3. Bursite

A bursite é uma inflamação da bursa sinovial, um tecido que atua como uma pequena almofada localizada no interior de uma articulação, evitando o atrito entre o tendão e o osso. Pode ser inflamação, portanto, causada pelo uso excessivo repetido ou lesão do joelho. Sintomas: Dor nas articulações e sensibilidade ao pressionar a região ao redor da articulação e rigidez e dor ao mover a articulação afetada.

4. Condromalácia patelar

Condromalácia patelar é um desgaste na cartilagem do joelho, numa região chamada condilo femoral, que acaba ocasionando dor e inflamação no local. Contudo, ela é mais comum em mulheres e causa danos na cartilagem  sob a rótula. Sintomas: dor frequente na parte da frente do joelho que pode ser agravada por alguns movimentos, como subir e descer escadas, ajoelhar, agachar, saltar, sentar com o joelho dobrado ou permanecer sentado por longos períodos de tempo.

5. Gota

A gota ou artrite gotosa, chamada popularmente de reumatismo nos pés, é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue que causa muita dor nas articulações. É, portanto, artrite causada pelo acúmulo de ácido úrico. Sintomas: dor intensa na articulação do joelho, nas primeiras 12 horas do dia. Inflamações e vermelhidão na região das articulações afetadas, com presença de suor.

6. Cisto de Baker

O cisto de Baker é um inchaço na bursa poplítea, que fica na parte de trás joelho, entre o tendão e o músculo da panturrilha. Trata-se, então, de um acúmulo de líquido sinovial (fluido que lubrifica a articulação) atrás do joelho. Sintomas: dor atrás do joelho e um pequeno inchaço que surge atrás do joelho. A dor piora com agachamento ou com a dobra do joelho.

7. Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença de origem autoimune marcada pela destruição progressiva de uma membrana que recobre as articulações. É portanto, uma desordem inflamatória auto-imune crônica que causa inchaço doloroso e pode eventualmente causar deformidade articular e erosão óssea. Sintomas: dor nas pernas e no joelho, inchaço e aumento da temperatura no joelho afetado e rigidez matinal, que pode durar horas.

8. Luxação

Luxação é o deslocamento de um ou mais ossos de uma determinada articulação. Ocorre, por exemplo, quando alguma causa externa atua e força o osso a sair de sua posição habitual, podendo se deslocar para o lado, para cima ou para baixo. É, portanto, uma luxação da rótula na maioria das vezes o resultado de trauma. Sintomas: o joelho sai nitidamente do lugar e sempre fica dolorido e inchado, e as pessoas não conseguem andar.

9. Ruptura do menisco

Dentre os sintomas de lesão no menisco estão a dor no joelho ao caminhar, subir e descer escadas. A dor é localizada na parte da frente do joelho, podendo atingir a parte mais lateral . Então, trata-se de uma ruptura em uma ou mais das cartilagens do joelho. Sintomas:  a dor no joelho ao caminhar, subir e descer escadas. A dor é localizada na parte da frente do joelho, podendo atingir a parte mais lateral

10. Tumores ósseos

Osteossarcoma é o tumor ósseo maligno primário mais comum. Geralmente aparece em locais onde os ossos crescem mais rápido e durante a fase de crescimento. É mais comum aos 20 anos e frequentemente tem crescimento rápido. O osteossarcoma, decerto, é o segundo tipo de câncer ósseo mais prevalente, ocorre mais comumente no joelho.

Outros sintomas podem se manifestar:

  • Dor: está ligada a lesões esportivas, lesões no menisco, na cartilagem e rompimento de ligamentos;
  • Estalos: característico em idosos e associado a problemas nas articulações, como artrite ou artrose;
  • Vermelhidão: sinal de inflamação intensa ou até mesmo de infecção, principalmente se estiver quente;
  • Roxo: normalmente aparece após uma pancada ou entorse.

Dor no joelho: o que pode piorar a dor?

Se você está com dor no joelho, precisa ficar de olho no que anda fazendo. Há alguns fatores simples que podem piorar uma dor crônica no joelho, como por exemplo:

  • Pequenos choques e lesões no joelho podem causar sangramento e inchaço. Isso, ao mesmo tempo, pode resultar em um problema crônico ao longo do tempo se não forem tratadas adequadamente.
  • Entorses e distensões, da mesma forma, podem causar uma dor momentânea que não é levada a sério. Contudo, por dentro, pode ter deixado uma sequela mais grave. Isso, a saber, pode virar uma bola de neve, causando dor no joelho crônica.
  • Usar o joelho de forma excessiva e indevidamente pode causar pequenas lesões interna que geram dores chatas a longo prazo.
  • As infecções, obviamente, causam dor. Qualquer lesão, portanto, que gere uma infecção irá levar a uma dor crônica local.
  • Fazer exercício físicos inadequados ou errados. Levantar um peso com a perna muito além das suas condições, ou sem aquecimento prévio, pode também causar lesões e dores.
  • Não fazer aquecimento antes de caminhar, nadar ou ir à academia também pode lesionar o joelho gravemente e causar dor.

Dor no joelho: O que fazer?

Pratique Tai chi,  uma antiga forma chinesa de exercício mente-corpo que melhora o equilíbrio e a flexibilidade. Em um estudo realizado por reumatologistas e publicado no revista Arthritis and Rheumatism [1], os pesquisadores descobriram que praticar tai chi é especialmente benéfico para pessoas que sofrem de osteoartrite . Além de reduzir a dor, o exercício aumenta a amplitude de movimento. A disciplina mental, a saber,  ensina também a enfrentar a dor no joelho crônica.

Faça uma pomada caseira de ervas. Em um estudo publicado no Pakistan Journal of Biological Sciences [2] , pesquisadores estudaram uma pomada feita de canela, gengibre e óleo de gergelim. Eles descobriram que a pomada era tão eficaz quanto os cremes contra artrite vendidos na farmácia. Assim, o estudo concluiu que  essa “pomada” caseira é mais eficiente do que os medicamentos à base de salicilato.

Tome suplementos de glucosamina e sulfato de condroitina. Esses dois suplementos, decerto,  tiveram grande popularidade na última década devido a propagandas comerciais alegando que promovem a saúde das articulações. Mas a ciência também comprova. Uma pesquisa  A pesquisa publicado no  New England Journal of Medicine [3] mostrou que a combinação tem efeito curador para doenças como a  osteoartrite. No entanto, ambos os suplementos parecem beneficiar pessoas com dor no joelho severa, e portanto, é recomendado.

 

Artigos médico-científicos: Arthritis and Rheumatism [1]  , Pak. Jour. of Biological Sciences[2  New Eng. Jour.of Medicine [3]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo