Por que a água do mar é salgada? De onde vem aquele sal todo?

Por que a água do mar é salgada? De onde vem aquele sal todo?

Por que a água do mar é salgada? De onde vem aquele sal todo? Essa é uma dúvida recorrente, principalmente para aqueles que esqueceram de algum detalhe das aulas de ciência sobre o ciclo da água.

Para início de conversa, o cloreto de sódio (o nome químico do popular sal de cozinha), não é a única substância dissolvida nos oceanos. Sabemos, assim, que existem outros minerais que participam do “tempero” da água. Assim, no mar também há cloreto de magnésio, bicarbonato de cálcio, sulfato de magnésio, sulfato de cálcio, entre outros. O sabor salgado do cloreto de sódio acabou predominando. Isso porque, na água do mar, essa substância é, de longe, bem mais abundante que as outras.

O que muita gente não sabe é que na verdade o sal existente no mar sai das rochas, é carregado pelos rios e se concentra nos oceanos. Mas para entender direito como isso funciona, é preciso entender algumas características do ciclo da água.

O ciclo da água

No nosso planeta, 84% do total da água evaporada em direção à atmosfera sai dos oceanos. No entanto, por causa da ação dos ventos, apenas 77% do total de água retorna à superfície em forma de chuva. Assim, a chuva acaba voltando com a água para esses mesmos oceanos. Com os rios, a proporção é diferente: eles recebem mais água do que perdem. Ou seja, exatamente o contrário do que ocorre nos oceanos. A natureza é sábia, e para manter o sistema em equilíbrio, os rios correm para o mar. É assim que o sal chega lá!

Por que a água do mar é salgada? De onde vem aquele sal todo?
A natureza é sábia, e para manter o sistema em equilíbrio, os rios correm para o mar. É assim que o sal chega lá!

Quando percorrem os continentes, as águas dos rios carregam íons de cloro e de sódio. Esses íons se soltam das rochas nos leitos dos rios. Depois se unem formando o cloreto de sódio, que é levado junto com a água dos rios até o mar.


Bom, aí como o sal não evapora com a água, toda essa substância carregada pelos rios se acumula nos mares. A repetição desse processo ao longo de centenas de milhões de anos de formação da Terra aumentou a concentração do cloreto de sódio nos oceanos. Isso, certamente, tornou a água do mar salgada como é hoje em dia.

Leia também: Por que a nossa lágrima é salgαda?


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.