Sua saúde

Hipotireoidismo: Médico explica o que é e como saber se você tem a doença

Hipotireoidismo: O que é? Quais os sintomas? Como saber se tenho?

Qualquer tipo de alteração na tireoide pode resultar em um desequilíbrio no organismo. Isso porque, essa glândula é a responsável pela produção dos hormônios T3 e T4. Esses hormônios regulam desde as mínimas funções cerebrais até aquelas relacionadas ao intestino e aparelho genital. Sendo assim, algumas pessoas podem sofrer uma queda na produção desses hormônios, resultando em uma doença conhecida como hipotireoidismo. Então, o que é exatamente? Como saber se tenho essa doença? Quais são os sintomas?

Sendo assim, o hipotireoidismo acontece quando é quando a tireoide, não produz as quantidades suficientes dos hormônios T3 e T4. O resultado é que importantes funções do organismo se tornam mais lentas. Normalmente, quando os adultos desenvolvem a doença, levam meses ou até anos para começar a sentir os sintomas. Por isso, muita gente só consegue mesmo perceber algo errado quando o conjunto de sintomas vem ao mesmo tempo.

De acordo com o Dr. Marcello Bronstein, endocrinologista, como no hipotireoidismo ocorre uma queda na produção de hormônios essenciais, há uma pane em todo o organismo. Tais hormônios são fundamentais para a ativação do metabolismo. Assim, ocorre uma diminuição geral da atividade do organismo. Até mesmo a atividade cerebral e o batimento cardíaco caem. A seguir, os sintomas da doença.




Leia também: Pés rachados: dermatologista explica o que pode estar te causando esse problema

Como saber se tenho hipotireoidismo

Pensamento lento e falta de concentração, talvez seja um dos primeiros sintomas. Acontece porque a doença provoca a queda da atividade cerebral. Assim, até mesmo coisas simples como contar uma história, é mais difícil do que antes. Caso você se perceba com a cabeça fora do lugar, tendo muitas vezes dificuldades de concentração ou esquecimentos constantes, desconfie.

Pele fria e pálida, também são sintomas característicos. A pele esfria porque a irrigação sanguínea da pele fica comprometida com a falta dos hormônios. A palidez é exatamente pela pouca quantidade de sangue na pele, o que tira aquele tom rosado dela. Então, se o tempo não está frio e se a pele está pálida demais e sempre fria, desconfie.



Pele ressecada é o sintoma clássico da doença. Acontece porque há um acúmulo de ácido hialurônico e condroitinossulfato. Essas substâncias se depositam na pele causando um aspecto estranho. Por isso é comum haver um espessamento da camada mais superficial da pele, tornando-a mais grossa e bastante ressecada. Desconfie de ressecamento excessivo na pele.

Queda de cabelo e unhas fracas é frequentemente percebido nesses pacientes. Por causa de todo problema hormonal e de irrigação sanguínea, esses anexos dérmicos também sofrem com a doença. Desconfie de sua escova de cabelo passou a acumular muito mais cabelo do que antes e se suas unhas andam quebrando do nada.

Menstruação irregular é um sintoma recorrente em mulheres com hipotireoidismo. Essa irregularidade menstrual pode variar bastante. Assim, pode haver uma redução, ou até ausência do período. Ao mesmo tempo, pode ter um aumento do fluxo e do tempo de menstruação.  Esse é outro ponto para desconfiar: então, anote como anda seu ciclo menstrual.

Ganho de peso fácil é o sintoma mais conhecido do hipotireoidismo. Assim, ter um aumento de peso sem razão aparente, especialmente se não houve alterações na dieta ou nas atividades do dia a dia, é sempre preocupante. Acontece porque a glândula da tireoide está funcionando pouco e desacelera todo o organismo.



Prisão de ventre pode acontecer em algumas pessoas. O hipotireoidismo altera todo o funcionamento gastrointestinal. Assim, não somente o intestino fica preguiçoso, como também a digestão se torna lenta e incômoda. Muitos pacientes percebem também que os alimentos estão sem gosto. Se você tem passado a precisar de medicamentos, chás laxantes para conseguir evacuar, desconfie.

DV / MDS

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo