Homem

Como saber se tenho ejaculação precoce? Qual o tempo normal para ejacular?

Como saber se tenho ejaculação precoce?

Como saber se tenho ejaculação precoce? Qual o tempo normal para ejacular?
Esse texto foi útil para você?

A ejaculação precoce é algo que preocupa e atormenta milhões de homens no mundo. Ter uma relação sexual e ejacular poucos minutos depois é algo frustrante para o homem e isso pode ocasionar problemas psicológicos e na própria relação do casal, porém é necessária muita cautela para saber se o caso é patológico ou não, por isso, observar os sintomas e sua frequência é fundamental para realizar um tratamento, se necessário.

O que é e como ocorre?




A ejaculação é precoce quando o homem ejacula muito cedo, ou antes, do esperado durante a relação sexual. Em termos médicos, para se caracterizar como precoce, o tempo estimado, entre o início da relação até a ejaculação, dura em torno de dois minutos, ou seja, se o tempo variar entre esse período, isso já pode ser um sinal de que algo não está certo. É claro, que o tempo pode variar bastante, mas é bom ficar ligado na frequência e em quais situações isso ocorre, pois fatores externos, ambientais, inexperiência, insegurança e problemas psicológicos podem afetar a capacidade de ereção.

Qual o tempo normal para ejacular?

De acordo com o site Andrologia, em média, homem demora de dois a quatro minutos para ejacular. Contudo, a média global, classificada como normal, é de cinco minutos. Sendo assim, se a penetração vaginal durar no máximo um minuto até a ejaculação, ela já pode ser considerada precoce. Esse é o tempo estabelecido de forma convencional pelos médicos que estudam o assunto.



Tipos de Ejaculação Precoce

  • Primária: apresenta desde o início da atividade sexual;


  • Secundária: quando surge no homem que controlava bem;
  • Situacional: quando ocorre apenas em determinada situação;
  • Variável: ocorre ocasionalmente e o tempo pode variar;
  • Precoce subjetiva: quando o homem tem insatisfação do tempo, mas apresenta mais que dois minutos.

Lembrando que todos esses tipos apresentam os mesmos sintomas que podem variar no tempo de duração da ejaculação.

Leia também: O líquido liberado antes da ejaculαção pode engravidar? Ele tem espermatozoides?

Sintomas e Causas

A causa da ejaculação precoce ainda é desconhecida pela medicina. Entretanto, fatores médicos, psicológicos e biológicos estão envolvidos e podem ser motivos para que isso ocorra. Disfunção erétil, ansiedade, problemas no relacionamento, uso de medicamentos são sintomas psicológicos. Já os fatores biológicos, como: níveis de hormônios altos, atividade anormal do sistema ejaculatório, distúrbios da tireoide, inflamação ou infecção da próstata, fatores genéticos e até danos no sistema nervoso são sintomas que podem prejudicar o tempo da ejaculação.

Tratamento

Existem vários tipos de tratamentos que podem ser associados para que seja mais eficaz como: terapia sexual, onde podem ser realizadas técnicas para melhorar e retardar a ejaculação. Alguns medicamentos, como antidepressivos apresentam efeitos colaterais como prolongar a ejaculação, mas esses medicamentos só poderão ser tomados de acordo com os especialistas como urologistas e psiquiatras.

Existem outros medicamentos, como Anafranil e Clomipramina que ajudam no tratamento. Contudo, somente um médico pode receitar o melhor medicamento para cada caso. Além disso, é necessário observar se no dia da relação aconteceu algo grave na sua vida. Situações como estar cansado, angustiado, triste, com problemas  pode influenciar no tempo da relação sexual.

Leia também: Cientistas estão testando injeção de botox nos genitais para controlar a ejαculação precoce

andro  Artigos científicos:[1]  [2]

 

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo