Mulher

Injeção anticoncepcional: Como funciona? Engorda? Menstrua? Vantagens e desvantagens

Injeção anticoncepcional: Como funciona? Engorda? Menstrua?

Injeção anticoncepcional: Como funciona? Engorda? Menstrua? Vantagens e desvantagens
4.5 (90%) 4 votes

A injeção anticoncepcional é um método contraceptivo que que combina progesterona ou associação de estrogênios, com doses de longa duração. Essa injeção pode ser mensal ou trimestral, e deve ser aplicada no bumbum. Selecionamos as dúvidas mais frequentes das mulheres que pensam em adotar este método. Você vai saber como funciona, se ela engorda, se a mulher menstrua, quais as vantagens e desvantagens e muito mais.

Como funciona a injeção anticoncepcional?




De acordo com o Dr. Sérgio dos Passos, colunista do site Gineco, o ideal é que a primeira aplicação da injeção de hormônios seja realizada no primeiro dia do ciclo menstrual (podendo acontecer no máximo até o 8º dia). Quando a injeção é mensal, a segunda dose deve ser feita 30 dias depois. Contudo, há uma tolerância de, no máximo, três dias. A injeção anticoncepcional tem o mesmo mecanismo de ação das pílulas. Uma vez que, suspende a ovulação, reduz a espessura endometrial e espessa o muco cervical. O fluxo menstrual pode diminuir devido a maior quantidade de hormônios no método contraceptivo.

Qual escolher: mensal ou trimestral?

A mais usada é a mensal. Como explicou Dr. Sérgio, ela deve ser aplicada a cada 30 dias e pode reduzir o fluxo menstrual, porém, geralmente não cessa a menstruação. Ela é contraindicada para mulheres que estão amamentando, que sofra de enxaqueca, tenha diabetes ou problemas no fígado.



Segundo a Dra. Sheila Sedicias, ginecologista, a injeção anticoncepcional trimestral contém hormônio suficiente para cessar a ovulação por 3 meses, alteram o muco vaginal e o endométrio impedindo a gravidez. Além disso, podem suprimir completamente a menstruação. É especialmente indicada para mulher que não pode usar estrogênios, sendo uma boa opção para mulheres com anemia falciforme ou com epilepsia. Ainda por cima, combate à TPM, e a diminuição do risco de câncer de endométrio, câncer ovariano, doença inflamatória pélvica e pode ajudar no controle dos sintomas da endometriose.

A partir de quando tem efeito?

Quando usa a primeira injeção, deve esperar pelo menos de 10 dias para ter relação. No entanto, Dr. Charles Schwambach diz que o ideal é tomar cuidado durante todo o primeiro mês. A partir do final do primeiro mês que iniciou o uso do anticoncepcional injetável já estará protegida. A injeção trimestral protege de gravidez durante 90 dias e depois disso perde seu efeito. Já a injeção mensal protege por 30 dias 1 ou 2 dias a mais e depois disso perde seu efeito.



Injeção anticoncepcional engorda?

Essa é uma questão complicada. Todo anticoncepcional hormonal que tenha progesterona e estrogênio na fórmula são famosos por aumentar a retenção de líquidos. Como a injeção tem uma carga de hormônios muito maior do que a pílula, os seus efeitos colaterais são mais acentuados. Ou seja, provoca maior retenção de líquidos (mesmo nas mulheres que não têm tendência a reter líquidos) e também aumenta o apetite. Então, consequentemente, a injeção anticoncepcional leva ao aumento de peso sim.

A menstruação desce?

Conforme já explicado, a injeção mensal, reduz muito o fluxo menstrual, mas a mulher continua menstruando. No caso da trimestral, a carga hormonal é maior, o que leva a suspensão completa da menstruação.

Quais as marcas mais indicadas?

As injeções mensais mais conhecidas são: Perluntan, Preg-less, Mesigyna, Noregyna, Cyclo-Provera e Ciclofemina. As trimestrais são: DepoProvera e a Contracep. Faça sua escolha.

gineco / TS / MR

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo