Mulher

Dor na vagina: Veja as causas mais comuns e o que fazer em cada caso

Dor na vagina: O que pode ser? O que fazer? Pode ser doença?

Sentir dor na vagina costuma ser um problema que leva muitas mulheres aos consultórios ginecológicos. Não é para menos, é um sintoma extremamente desconfortável. O que muitas mulheres não sabem é que, em muitos casos, se não for tratada, o que pode ser apenas uma dor, se transforma em algo mais grave. Por isso é importante ter noção das causas e o que fazer em cada uma delas.

Se a dor vaginal é durante a relação, sugerimos também a leitura deste texto que trata exclusivamente deste tema: Dor na relação sexual, pode ser Dispareunia ou Vaginismo. Médicos  falam tudo sobre o assunto. Caso a dor seja persistente durante um dia de atividades comuns, as razões abaixo citadas irão, certamente, ajudar você.




Roupas apertadas

É muito comum que usar roupas apertadas deixe a genitália bastante dolorida. Isso é muito comum em mulheres que usam calcinhas fio dental sintéticas, e também, naquelas que usam jeans apertado o dia todo. O problema é que além da pressão da roupa, a falta de circulação de ar deixa a genitália vulnerável a infecção urinária ou vaginal. Logo, o sintoma são dor e ardência ao urinar.

O que fazer: Sempre que a mulher sentir a vagina dolorida, é uma medida emergencial evitar roupas apertadas e calcinhas de tecido sintético. Você deve ser examinada por um médico, mas, até lá, lave a região íntima antes de deitar e durma sem calcinha, se possível. Evite ter relações.



Alergia

A alergia é uma das causas mais comuns de genitais doloridos. Isso porque, muitas mulheres são sensíveis a certos produtos de higiene. Os sabonetes (mesmo os íntimos), amaciante usado para lavar as roupas íntimas, absorventes, papel higiênico e até preservativos podem desencadear reações alérgicas na região íntima. Além da dor, toda região ficará inchada, vermelha, com coceira e ardência.

O que fazer: Se perceber esses sintomas em conjunto, é bem possível que sua dor tem origem alérgica. Assim, verifique qual produto desencadeou o processo alérgico. Vá ao ginecologista e, se a alergia for confirmada, ele mesmo indicará um medicamento anti-inflamatório para ajudar na cura. Evite ter relações.

Leia também: Coceira na vαgina: veja o que pοde ser e como resolver o problema



Doenças Sexualmente transmissíveis

A maioria das DSTs deixam a genitália bastante dolorida. Então, desconfie também desta causa. As DSTs são causadas por microrganismos – bactérias e fungos, por exemplo –  transmitidos através do contato íntimo desprotegido e quando se tem mais de um parceiro no mesmo período de tempo. Poderão surgir pequenas feridas, vermelhidão, coceira, corrimento com mau cheiro e dor. Dentre as DSTs, as mais comuns que causam dor são Clamídia, Gonorreia, HPV, Tricomoníase ou Herpes genital, por exemplo.

O que fazer: Não é motivo para desespero. No entanto, as DSTs jamais devem ser ignoradas. Portanto, ao menor sinal ou desconfiança que você possa estar contaminada, procure um médico com urgência. Ele saberá indicar o melhor antibiótico, antifúngico ou antiviral para cada doença.  Assim, isso irá depender do microrganismo causador da doença.

Menstruação

Grande parte das mulheres sentem dor na vagina quando estão prestes a menstruar ou durante a menstruação. É um mecanismo natural do organismo feminino, desencadeado devido a contração da musculatura interna do canal vaginal. Todas as estruturas do útero até as estruturas externas sofrem contração muscular quando a mulher está menstruada.

O que fazer: Geralmente, a dor na vagina por ocasião da menstruação vem junto com cólicas. Tomando um analgésico para cólicas irá aliviar também essas dores musculares. De acordo com a ginecologista, Dra. Márcia Araújo, chá de camomila pode ajudar nesses casos.

Infecção urinária

É comum que infecções urinárias causem a impressão de que a vagina está dolorida. Muitas mulheres sofrem com esse problema, uma vez que a uretra feminina é curta e a distância entre a vagina e o ânus é pequena, isso ajuda a migração e proliferação de fungos e bactérias. Sempre que há infecção a mulher sentirá muita vontade de ir ao banheiro, mas não consegue eliminar muita urina. Ela terá dor, ardência e coceira na ureta, mas a impressão é que a vagina está dolorida.

O que fazer:  Um urologista ou ginecologista deve ser consultado. Ele indicará o melhor antibiótico para o seu caso. Mantenha a higiene íntima em dia, evite roupas íntimas sintéticas e rendadas. Evite ter relação.

TS

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo