Sua saúde

Barriga inchada: especialista explica o que pode ser e o que fazer em cada caso

Barriga inchada: o que pode ser e o que fazer em cada caso

Barriga inchada: especialista explica o que pode ser e o que fazer em cada caso
5 (100%) 2 votes

Normalmente, as pessoas atribuem o termo “ barriga inchada ” quando há uma distensão do abdômen juntamente com desconforto. Os médicos costumam dizer que a causa mais provável é o acúmulo de gases intestinais, que podem ser causados por diversas razões. Então o que pode ser e o que fazer em cada caso?

Intestino preso (constipação)




A prisão de ventre é sem dúvida uma das causas mais comuns de inchaço da barriga acompanhada de pontadas e desconforto. É considerada prisão de ventre quando a pessoa passa vários dias sem evacuar. De acordo com Dr. Pedro Pinheiro, Clínico Geral e Nefrologista, a prisão de ventre pode não ter causa definida, mas também pode ser resultado de problemas de saúde, como tumores intestinais, divertículos, diabetes, bem como medicamentos que deixam o intestino preguiçoso.

O que fazer: Dra. Nicole Geovana, médica de família e comunidade recomenda ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia; comer alimentos ricos em fibras, como verduras, frutas, aveia e outros cereais e praticar exercícios físicos. É bom fazer também uma consulta médica para avaliar as causas da constipação.

Síndrome do intestino irritável



De acordo com Dr. Pedro Pinheiro, a Síndrome do intestino irritável compromete o funcionamento do intestino. Além da barriga inchada, a pessoa tem episódios de constipação alternados com diarreia, dor e cólicas abdominais, aumento da liberação de gases, mal-estar, cansaço e náuseas. Essa doença deixa a barriga inchada e pode causar diarreia ou prender o intestino logo depois das refeições.

O que fazer:  Dra. Nicole sugere que o paciente evite os alimentos que produzem gases; mastigue bem o alimento antes de engolir; evite gorduras, bebidas alcoólicas, café e refrigerantes; diminua as doses das refeições; aumente a ingestão de fibras. O acompanhamento médico é indispensável.

Intolerância ao glúten



A doença celíaca causa reação inflamatória no intestino toda vez que este a pessoa come alimentos que contenham glúten, uma proteína presente no trigo, aveia, centeio ou cevada. Dr. Pedro alertou que nesses casos os sintomas são o aumento da produção de gases, cólicas e sensação de barriga inchada.

O que fazer: É necessário se abster de todo alimento que contenha glúten. Assim, organize a alimentação com base em Frutas frescas, legumes, carne, frango, peixe, porco, maioria produtos lácteos, arroz, milho, soja, batata, mandioca, feijão, amaranto, fubá, farinhas sem glúten (arroz, soja, milho, batata, feijão), quinoa, tapioca e vinho.

Intolerância a lactose

Outra causa bastante comum de barriga inchada é quando a pessoa tem em dificuldade em digerir a lactose, o açúcar encontrado na maioria dos produtos derivados do leite. Dr. Pedro Pinheiro, explicou no site MD Saúde, que além da barriga inchada a pessoa terá episódios de diarreia, cólicas e flatulência depois de consumir produtos lácteos. É bom ficar de olho nesses sintomas. Caso apresente sensação de barriga inchada até duas horas após a ingestão de laticínios, você pode ter intolerância à lactose.

  O que fazer: O médico garante que diminuir o consumo de laticínios costuma ser suficiente na maioria dos casos. No entanto, em casos mais graves, é preciso se abster totalmente de leite e seus derivados.

Vermes

Outra causa provável e bastante comum é a parasitose. Neste caso, segundo o médico, além da barriga inchada, a pessoa sentirá cólicas, excessos de gases e diarreia. Verminoses mais comuns são a giardíase e estrongiloidíase.

O que fazer: a primeira providência é fazer um exame parasitológico de fezes. Caso se confirme a infecção por vermes, um médico receitará o melhor antiparasitário para cada caso. Os sintomas desaparecerão em no máximo 5 dias.

Menstruação

Muitas vezes as mulheres confundem um inchaço abdominal que acontece na semana que antecede a menstruação, com alguma doença. Dr. Pedro disse em sua coluna que durante o período pré-menstrual, as mulheres podem notar sintomas de barriga inchada, com queixas de aumento dos gases, sensação de peso na barriga e cansaço. Estes sintomas são ainda mais intensos nas mulheres que sofrem de TPM (tensão pré-menstrual).

O que fazer: Dra. Nicole sugere a prática de atividade física, como a caminhada, que ajuda na eliminação dos gases. Além disso, ingerir alguns chás para combater a retenção de líquidos e diminuir o inchaço da barriga e do corpo é uma ótima ideia.

medicoresponde / mdsaude

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo