Sua saúde

Aprenda a diferenciar a dor de garganta viral da bacteriana

Aprenda a diferenciar a dor de garganta viral da bacteriana

A dor de garganta é um dos sintomas mais comuns da prática médica, sendo frequente tanto em adultos quanto em crianças. A inflamação da garganta surge, geralmente, devido a um quadro de faringite e/ou amigdalite, ou seja, inflamações da faringe ou da amígdala, respectivamente. No geral, as dores de garganta podem ser ocasionadas por infecção viral ou bacteriana, onde o tratamento e a evolução dos sintomas são diferentes.

Infecções virais e bacterianas possuem sintomas muito parecidos. A realização de exames é a única maneira de diferenciá-las totalmente, mas isso pode ser caro e levar muito tempo. Algumas distinções sutis podem ajudá-lo a perceber se a infecção que você possui é causada por um vírus ou bactéria, já que possuem durações diferentes e a cor do catarro também não será igual em cada um dos casos. Mas, como saber se você tem uma dor causada por vírus ou se é por bactéria? Veja a seguir.




Dor de Garganta Viral

Bem, aqui, a primeira coisa a se saber é que se você tem qualquer infecção viral, o tratamento dispensa totalmente o uso de antibióticos. No caso da dor de garganta originada por um vírus, ela vem, geralmente, acompanhadas de outros sinais de infecção das vias respiratórias, como tosse, espirros, constipação nasal, conjuntivite, rouquidão, moleza ou dores pelo corpo.

Esse quadro é muito parecido com o de uma gripe ou resfriado. Apesar de a garganta ficar muito inflamada, não haverá pus. Você não terá, febre alta, pois nas infecções virais, a febre nunca ultrapassa 39ºC. Além disso, o muco (catarro) tem cor clara e nunca com aspecto leitoso amarelado.

Mesmo com a febre, dor de garganta e coriza, o tratamento se baseia no uso de antinflamatórios, analgésicos e antipiréticos. Como já dito, não é preciso uso de antibióticos. Uma coisa interessante é que mesmo sem o uso de medicamentos, essa doença pode desaparecer ou diminuir muitos os sintomas de forma espontânea, ao longo de uma semana. O recomendado, é muito repouso e alimentação controlada.



Em resumo, durante um dor de garganta viral você poderá ter os seguintes sintomas:

  • Febre baixa (no máximo 38,9 ºC)


  • Muco (catarro) fino e transparente
  • Garganta vermelha, mas sem pontos de pus

Dor de Garganta Bacteriana

Uma dor de garganta bacteriana, não apresentará os sintomas virais típicos, como espirros e congestão nasal e coriza. Geralmente, a evolução dessa infecção costuma deixar pontos brancos (pus) nas amígdalas além de inchaço nos gânglios do pescoço. Embora não seja regra, neste caso, a febre costuma ser mais alta que na viral.

Essa infecção dificilmente será curada sem o uso de antibióticos, por isso, buscar um médico na presença desses sintomas é indispensável. Esse tipo de infecção pode causar diversas complicações se não tratadas adequadamente com antibióticos. O tratamento com antibióticos derivados da penicilina, como amoxacilina (ou amoxacilina + ácido clavulânico), deve ser feito por 10 dias. Nos pacientes alérgicos à penicilina, uma opção é Azitromicina por 5 dias.

Em resumo, durante um dor de garganta viral você poderá ter os seguintes sintomas:

  • Febre alta (acima de 39,1 ºC)
  • Muco (catarro) espesso e amarelado ou esverdeado
  • Garganta vermelha, mas com pontos de pus
  • Inchaço do palato e da úvula
farmaceuticos / mdsaude

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo