Curiosidades

Pesquisadores de Oxford analisam 700 profissões e revelam quais serão substituídas por robôs em breve. Veja se você não está escolhendo o emprego errado!

Pesquisa revela quais as profissões que serão substituídas por robôs em breve

Desde o surgimento da era tecnológica que nos vimos ameaçados pelos robôs. Os filmes de ficção científica também não ajudam e mostram que no futuro ninguém vai precisar recorrer a profissionais humanos.

Essa “ameaça” acabou virando tema de uma pesquisa realizada Carl Frey e Michael Osborne, da Universidade de Oxford, no Reino Unido. Esses pesquisadores elaboraram uma metodologia para estimar as chances de um emprego ser automatizado. Os resultados assustaram um pouco quando revelaram que essa mudança tecnológica já está acontecendo agora. Hoje, como já sabemos, máquinas substituem atividades simples, como funções em linhas de montagem de fábricas. Além disso, o trabalho de caixa, no banco ou no supermercado já tem sido facilmente substituído por computadores.

Em entrevista à BBC, Karl Frey disse que na verdade, nenhuma ocupação é imune à automação. No passado, isso estava restrito a atividades repetitivas. Mas agora, a tecnologia de computação se sofisticou. Equipamentos eletrônicos usados na robótica estão melhores e mais baratos.




O futuro começou: Robô recebe, oficialmente, cidadania e dá entrevista na TV, mostrando emoções e expressões faciais

Os pesquisadores analisaram 702 tipos diferentes de empregos com bons salários, para identificar quais as profissões “de colarinho branco” que mais correm o risco de serem automatizadas. No topo do ranking estão agente de crédito (98,36%), analistas de crédito (97,85%) e corretores de imóveis (97,29%). Trabalhos como gerente de remuneração e benefícios (95,57%), atendente em agências de correio (95,41%) e operador de usina nuclear (94,68%) também estão bastante ameaçados, segundo os especialistas.

Não é só isso. O estudo revelou que pelo menos 47% dos postos de trabalho correm o risco de deixarem de existir nos próximos 20 anos.

Médicos estão utilizando ânus robótico superrealista para treinarem o exame de próstata



Quem vai se safar?

Frey argumenta que habilidades como originalidade e inteligência social são características difíceis de se automatizar. Quanto mais características deste tipo uma tarefa exige e quanto mais complexa ela é em termos de percepção sensorial e manipulação de objetos físicos, menor a chance de ser executada por robôs.

Segundo o especialista, tão cedo atividades como supervisor de trabalhos mecânicos, instaladores e reparadores, diretor de gerenciamento de emergências e audiologistas. Ou como terapeuta ocupacional, psicólogo, médicos, biólogos ambientalistas, nutricionistas, ortodontista e cirurgião buco-maxilo-facial.



bbc

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo