Estudos e pesquisas

Ao segurar o espirro, homem rompeu a garganta que perfurou a faringe, segundo relatório médico

Ao segurar o espirro, homem causou uma "explosão" na garganta que perfurou a faringe

A recomendação dos médicos é que nunca se segure o espirro. Apesar de algumas pessoas espirrarem de forma escandalosa e, muitas vezes, prenderem o espirro para não incomodar, isso não está certo. Enquanto, alguns estudos mostram que essa prática pode deixar a pessoa surda, um novo relato médico mostrou um caso de ruptura da laringe.

De acordo com o relatório publicado na revista médica BMJ Case Reports, um homem não identificado, de 34 anos, passou 2 semanas hospitalizado por ter prendido o espirro. O homem contou que na tentativa de conter o espirro, apertou o nariz e manteve a boca fechada. Imediatamente sentiu dor no pescoço e mais tarde um inchaço bilateral.

Por causa do inchaço ele praticamente perdeu a voz e não conseguia mais engolir. Os médicos examinaram o inchaço e perceberam uma ruptura da laringe. O homem, então, foi hospitalizado e alimentado através de um tubo. Houve também um tratamento com antibióticos intravenosos até o inchaço e a dor terem diminuído.




Especialistas alertam: prender o espirro pode te deixar surdo

Raro, mas não inédito

Apesar de este tipo de incidente ser raro, eles não são inéditos, de acordo com a Dra. Jennifer Anderson, otorrinolaringologista do St. Michael’s Hospital. Segundo ela, é bastante estranho que um único espirro possa gerar força suficiente para causar o tipo de dano físico que normalmente resulta de trauma, como uma ferida de bala, por exemplo. Segundo a médica, a alta pressão deve encontrar uma saída, então, se não pode sair pela boca ou no nariz, ela vai sair para outro lugar.

Barulho de mastigação, ronco, espirro, teclado de computador. Pequenos ruídos te deixam irritado? Você pode ter um problema neurológico



O problema não é restrito a ruptura de estruturas na garganta. Dra Anderson, conta que já viu casos da força de um espirro preso quebrar os ossículos do ouvido com consequente perda de audição.

newburghjournal  Artigo: Sudip Das et al

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo