Alimentação

Selecionamos 5 ótimas (e garantidas) dicas da ciência para curar ressaca

Como curar ressaca: Aprenda 5 dicas garantidas pela ciência

Conforme já deixamos claro anteriormente, quando ingerimos álcool, ele se espalha pelo corpo através da corrente sanguínea resultando em uma desordem total no organismo. O resultado é dor de cabeça, tremedeira, boca seca, vômito, moleza no corpo, diarreia e tantos outros sintomas que podem variar de pessoa para pessoa. Mas o que podemos fazer para curar ressaca? A ciência tem dicas garantidas.

Inclusive, já mostramos a dica de uma nutricionista em que ela diz que o que é bom para ressaca é consumir ovo frito antes de beber. Isso, de acordo com ela, ajuda a diminuir os sintomas da ressaca, pois a gordura demora a ser digerida no organismo e, consequentemente, vai fazer com que a absorção do álcool também seja mais lenta. Além disso, o ovo possui substâncias que ajudam no processo. Além disso, alguns medicamentos como o Cloridrato de ranitidina podem ajudar na ressaca. Agora selecionamos mais 5 formas de curar a ressaca e ficar pronto para outra.




1- Coma cisteína

A melhor coisa é fazer com que seu fígado libere todo o etanal (acetaldeído) do corpo. O etanal é uma toxina gerada pela reação do álcool no nosso organismo. Pode causar dores de cabeça, náuseas e tontura. Por isso, não há nada melhor do que a cisteína encontrada em ovos, brócolis, pimenta, cebolas e gérmen de trigo. A cisteína vai eliminar de boa parte do acetaldeído, e vai diminuir bem a ressaca. Aliás, como já dito, a nutricionista Alline Cristina Schuncke, da Vitallin Alimentos, recomendou em entrevista ao Uol, o consumo de ovos para curar a ressaca. Justamente por causa da cisteína.

2- Coma Potássio

O álcool faz fazer muito mais xixi do que o normal. Isso porque as bebidas alcoólicas são muito diuréticas e urinando tanto, é comum que os nutrientes do corpo sejam eliminados. Neste processo, o potássio é um dos nutrientes mais perdidos e é de suma importância que as pessoas com ressaca o reponham. Ingerir bananas, iogurte desnatado e suco de laranja podem ser uma ótima ideia para promover essa reposição.

3- Coma frutose

Quando ingerimos álcool, o glicogênio é transformado em glicose e logo depois é eliminado do corpo pela urina. Por isso é muito comum a sensação de total cansaço no dia seguinte da bebedeira. Ingerir frutose (açúcar das frutas) é uma das maneiras mais simples (e rápidas) de recuperar as reservas de energia. Qualquer fruta é fonte de frutose, ela acelera o processamento do álcool pelo corpo.

4- Coma sódio

Sabemos que o sal em excesso faz mal à saúde, mas ele é muito necessário para que o corpo consiga realizar algumas das principais reações químicas necessárias para o bom funcionamento do metabolismo. Junto com o potássio, o sódio é eliminado em grandes quantidades pela urina. Acordou com ressaca? Está na hora de comer alguma coisa com salgada. Mas atenção: Coma algo salgado mas evite frituras, pois, de ressaca, seu fígado está bastante comprometido.

5- Beba água

Nada mais natural do se hidratar depois da bebedeira. Isso não é novidade para ninguém. Como o álcool faz com que as pessoas urinem mais do que o normal, existe uma grande perda de água. Por isso, o corpo tenta se reidratar roubando água do cérebro, que acaba ficando um pouco menor do que o normal. As membranas que ligam o cérebro ao crânio são esticadas e assim surge a dor. Para fazer com que isso seja amenizado: água, muita água.


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo