O número de pessoas com “Síndrome do Bumbum Morto” tem preocupado os médicos

Síndrome da bunda morta: atrofia dos músculos do glúteo

Já é motivo de muita discussão se trabalhar o tempo todo sentado é mais prejudicial do que trabalhar o dia todo em pé. O fato é que agora, o sedentarismo no trabalho e na vida cotidiana trouxe o agravamento dos problemas ortopédicos. de fato, um dos que tem mais levado pessoas aos consultórios é a desconhecida síndrome da bunda morta”, uma atrofia dos músculos do glúteo.

O nome médico na realidade é “amnésia do glúteo”, o resultado de quando o músculo mediano, um dos três músculos mais importantes da região dos glúteos, para de “funcionar” de forma correta.  A saber, a nossa musculatura glútea, junto com a abdominal, é a principal responsável pela sustentação do corpo. Estes, são músculos estabilizadores que, se esquecidos, geram patologias como dores nas costas, dores no quadril, dor irradiada para as pernas, na virilha e dor anterior nos joelhos.

Assim, o que causa o não funcionamento desta musculatura é justamente a falta de exercício específico para o bumbum, que leva a uma atrofia e resulta em uma “bunda morta”. Contudo, os especialistas alertam que a “amnésia dos glúteos” também pode ocorrer em pessoas ativas, mas que não desenvolvem os músculos do bumbum corretamente.

Leia também:  Aposto que você não sabe limpar corretamente o bumbum depois de fazer cocô. Vídeo vai te mostrar como fazer isso!

Indice de Conteúdo

Como saber se sua bunda está morta

Andrew Bang, quiroprático no Cleveland Clinic’s Wellness Institute, afirma que existem duas formas de saber se suas dores são derivadas desta síndrome.

1- Um exercício realizado pelos especialistas, onde o paciente, em pé, levanta uma das pernas para frente. Se o quadril inclinar um pouco para o lado da perna que foi levantada, é sinal de fraqueza nos músculos do glúteo.

2- A outra maneira é observar a curvatura da lombar (parte inferior das costas). Segundo o profissional, é normal que a coluna forme um “S”,  mas se for acentuada demais é sinal de que a falta do músculo mediano no glúteo sobrecarregou os músculos do quadril, que empurram a pelve para frente, causando a lordose.

O sedentarismo no trabalho e na vida cotidiana trouxe o agravamento dos problemas ortopédicos. Um dos que tem mais levado pessoas aos consultórios é a desconhecida “síndrome da bunda morta”, uma atrofia dos músculos do glúteo.

Como evitar a morte da bunda

Pessoas que trabalham sentadas devem fazer pequenos intervalos durante todo o expediente. Assim, levante, se alongue, caminhe um pouco, nem que seja em volta de sua mesa. A profissional aconselha fazer essas atividades com regularidades, usar aplicativos ou até o alarme do celular para te lembrar de levantar um pouquinho.  Quem vai a academia não pode esquecer de focar também no bumbum: agachamento,  pontes e abdução do quadril no solo.

sossolteiros  /  uai

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.