Encontraram um ovo bizarro se mexendo no mato e o que saiu dele não é bicho, nem é planta. Tem vídeo!


Não deveríamos mais nos surpreender com as surpresas que os habitantes do nosso planeta nos fazem. De fato, a impressão que dá é que muitos deles são alienígenas. Este é o caso deste fungo, conhecido como “Devil’s Fingers” ou Dedo do Diabo (“Clathrus archeri”) . Asqueroso e assustador, ele habita a natureza, nasce de um ovo e lança os tentáculos na sua direção.

Geralmente parece uma esfera gelatinosa branca, mas, quando chega a hora da frutificação, o “ovo” se abre, liberando de quatro a oito ramificações com cor vermelho-sangue. O que assusta as pessoas é o fato de essas esferas bizarras se contorcerem antes de explodirem em tentáculos magníficos.

É isso que sai do “ovo”: um fungo bizarro!

Os tentáculos são cobertos com um tecido mau cheiroso, com o objetivo único de atrair insetos, principalmente as moscas. Quando estes aparecem para alimentar-se da substância viscosa, ficam revestidos com esporos do fungo, que são espalhados quando eles voam para longe – assim, o ciclo de vida pode começar de novo.


O mais interessante é que embora tenha uma aparência diferente, o Dedo do Diabo é comestível. Mas, ao eu parece, o sabor não é nada agradável.

Assista ao vídeo do nascimento do “alien”

Fonte: hypescience      Imagens: perfeito

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.