Comportamento

Psicóloga revelou como acabar com o choro de qualquer criança com apenas UMA pergunta

Como fazer criança parar de chorar imediatamente? Psicóloga ensina

Criança faz altos drama com qualquer situação e os pais, muitas vezes, sem saber o motivo daquilo tudo, ficam com a maior cara de tacho, procurando uma forma de resolver a “birra”. Ainda que exista um problema de verdade, nós não o vemos da mesma perspectiva da criança e, por isso, é muito difícil convencê-las a parar de chorar. Existe, de fato um jeito certo e cortar uma birra? Enfim, como fazer criança parar de chorar imediatamente?

A jornalista Fabiana Santos, mãe de uma menina de 5 anos, parece ter descoberto a frase mágica que faz a criança refletir sobre o seu problema e parar de chorar. Ela contou detalhes em seu Blog onde revelou seu caso: “Minha filha entrou na alfabetização e estava um pouco ansiosa, sempre repetia que não ia dar conta nas primeiras semanas de escola, ficando um pouco nervosa. E esse comportamento acabou se desdobrando em casa: ela aumentou as situações de fazer drama para qualquer coisa, mesmo as mais simples… Foi então que conheci a psicóloga infantil Sally Neuberger…”

Segundo Fabiana, a psicóloga explicou que os pais precisam fazer a criança se sentir respeitada, no sentido de dar valor ao que elas estão sentindo. E assim, na hora de uma crise, seja porque motivo for, uma criança a partir dos 5 anos de idade precisa ser atendida no sentido de pensar e achar a resposta sobre o que está acontecendo com ela. Esta valorização sobre o que ela está passando e ao mesmo tempo o fato de incluí-la na solução da questão desarma os argumentos dos pequenos.

Leia também: Peixe cru, molho shoyu, yakissoba: crianças podem comer comida japonesa? Há algum risco?

Independente do motivo do drama, seja porque a criança não quer tomar banho. Talvez porque a sua boneca preferida perdeu o braço. ao mesmo tempo, porque ela não está se saindo como gostaria em alguma atividade. Acima de tudo esta pergunta deve ser feita sem julgamento de valor:

“Isto é um problema grande, um problema médio ou um problema pequeno?”

Junto com a pergunta, é preciso mostrar que a resposta será importante para resolver o problema. Segundo Fabiana contou, todos os problemas relacionados a dramas fúteis ou não da criança, sumiram como um passe de mágica. “…E agora,  todas as vezes que faço a pergunta e ela responde, a gente dá um jeito de resolver o problema a partir da percepção dela de onde buscar a solução. Um pequeno, sempre é rápido e tranquilo de resolver. Algum que ela considera médio, muito provavelmente será resolvido mas não na mesma hora. Ela vai entender que há coisas que precisam de algum desdobramento para acontecer. Se um problema for grave – e obviamente que grave na cabeça de uma criança não pode ser algo a ser desprezado mesmo que para a gente pareça bobo – talvez seja preciso mais conversa e atenção para ela entender que há coisas que não saem exatamente como a gente quer”, escreveu Fabiana no blog.

Fazendo essa pergunta e dando a devida atenção para a resposta, a criança saberá que pode contar com a ajuda do adulto. Ela saberá que para resolver seus problemas pequenos, grandes ou médios não precisa chorar. Que tal testar essa dica e nos contar depois?

tudosobreminhamae / sossolteiros

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma Resposta

Topo