Alimentação

Nutricionista ensina segredinho para evitar ressaca: “Coma um ovo antes e outro depois da bebedeira”

A nutricionista Alline Cristina Schuncke, da Vitallin Alimentos ensinou, em uma entrevista ao Uol, uma maneira natural de evitar ressaca, sem recorrer aos remédios como Engov®.

Apesar de não ser a forma mais saudável de consumir o ovo, a especialista garante que ingerir o ovo frito antes de beber ajuda a diminuir os sintomas da ressaca, pois a gordura demora a ser digerida no organismo e, consequentemente, vai fazer com que a absorção do álcool também seja mais lenta. Além disso, o ovo possui uma proteína capaz de auxiliar o organismo a reverter o processo de intoxicação, provocado pela ingestão de álcool. No dia seguinte a bebedeira, a recomendação é comer um ovo cozido, pois a digestão fica prejudicada, então é essencial evitar alimentos gordurosos.

É que o ovo possui um aminoácido chamado cisteína, essencial na produção da glutationa, molécula importante no processo de desintoxicação do fígado. Então, quando ingerimos álcool, componentes tóxicos se formam no fígado e na primeira fase da metabolização do álcool produz uma substância chamada acetaldeído. É ela quem causa a dor de cabeça e as náuseas que sentimos durante a ressaca. Os especialistas dizem que dependendo da quantidade de álcool ingerido, o organismo não dá conta e o ovo ajudaria nessa produção.




Mas atenção: o ovo cru não deve ser ingerido nem nessa e nem em outras situações, pois há possibilidade de contaminação por uma bactéria chamada Salmonella, que só é destruída durante o aquecimento do alimento.

Apesar da dica do ovo, que a principal recomendação para a “cura” da ressaca é a ingestão de água. “O álcool tem função diurética, estimulando a expulsão da água mesmo em condições onde há pouco líquido no organismo, provocando desidratação, responsável pelos piores sintomas da ressaca”, disse a nutricionista.

Fonte: uol Imagens: Reprodução/cadaminuto


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo