Anestesia sem agulha é a nova sensação dos consultórios dentários. Chega de sofrer!


À primeira vista, todos os instrumentos e materiais usados pelos dentistas não parecem oferecer bons prenúncios. Talvez por isso, ir ao dentista seja uma daquelas tarefas que, deixaríamos de fazer, se fosse possível. Estudos revelam que 10% da população não visita o dentista por medo, e um dos maiores medos dos pacientes é quando eles descobrem que o tratamento que precisam fazer precisa de anestesia.

Para felicidade de todos e garantia de mais pessoas indo ao dentista, existem vários profissionais que disponibilizam as anestesias sem agulha. Isso mesmo!  A injeção com agulhas, que todos bem conhecemos, introduz o líquido anestésico de forma invasiva depositando-o subcutaneamente. A inovadora anestesia SEM agulhas (nome fantasia Comfort-in, o mais usado aqui no Brasil) introduz o líquido anestésico com uma pressão controlada! De fato, não existe nenhuma agulha nessas aplicações, mas utiliza o mesmo anestésico, só que desta vez ele entra no organismo perfurando a mucosa e passando através de um micro-orifício de 0.15 mm em menos de um terço de segundo. Imagine um jato de anestésico capaz de penetrar na mucosa em alta velocidade e anestesiar o paciente de imediato! Desse modo não é necessária a utilização da agulha, tornando-se um sistema ideal para os pacientes com receio de agulhas ou mesmo para crianças.


capturar

Fonte: anestesiasemagulhas / vivermente
Imagens: Reprodução/ anestesiasemagulhas

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.