Homem

Entenda porque a pele do genital masculino é mais escura do que o resto do corpo

Meu pênis é mais escuro do que a pele do corpo, o que pode ser?

Entenda porque a pele do genital masculino é mais escura do que o resto do corpo
4 (80%) 11 votes

Muitos homens vivem intrigados com o fato de o pênis ser mais escuro em relação ao restante do corpo. Mas, o que pode ser isso? Antes de mais nada é importante que todos os meninos – e meninas também – entendam que isso é supernormal e acontece com a maioria dos homens que já passaram pela adolescência. Geralmente, quando o adolescente está na puberdade a pele do pênis começa a escurecer ou ficar mais rosada – depende da genética –  em função das mudanças que ocorrem no corpo nesta fase.

A pele que recobre o escroto e o pênis fica mais escura do que a cor predominante no resto do corpo depois da adolescência. Isso porque, segundo o dermatologista Lindsey Bordone, do Centro Médico da Universidade de Columbia, EUA, a mudança ocorre devido a um efeito hormonal. É nesta fase que os meninos começam a produzir mais hormônios, como a testosterona, androsterona e androstenediona, que são responsáveis pelos atributos sexuais secundários, tais como pelos faciais e corporais, mudança na voz e pigmentação da pele.

Dr. Solon Maia, anestesiologista diz que nos genitais existe maior quantidade de receptores hormonais. Essa atividade hormonal intensa também contribui para o aumento da melanina na região. Então, esse escurecimento ocorre quando as células da pele que produzem melanina respondem aos hormônios andrógenos.




Contudo, há condições médicas em que o pênis e o escroto podem escurecer ainda mais como fricção crônica, desequilíbrio hormonal, elevados níveis de açúcar no sangue (como em pessoas com diabetes) e obesidade. Outro fator, e menos conhecido, é a acantose nigricans, uma condição rara de pele assinalada pela presença de uma hiperpigmentação e aspecto áspero nas dobras da pele perianal e axilas.

Saiba que não é nada indicado o uso de clareadores no pênis. A pele desta região é muito fininha e sensível e um eventual clareamento poderia machucá-la. Diz a sabedoria popular que o que não tem remédio, remediado está.

Fonte: jornalciencia/ agora/ vacextensor


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo