Você vai se emocionar com a atitude tomada pelo governo de  Cuba para cuidar de seus animais de rua


Não tem nada mais triste do que animais abandonados. Dados recentes sugerem que no mundo inteiro, são 600 milhões de cães nesta situação, sem ter onde dormir ou o que comer, expostos ao frio e situações de perigo de diversas formas. Isso é algo que realmente corta o coração, e um problema difícil de resolver para os governos, mas não para o de Cuba.

O governo de Cuba, encontrou uma maneira de lidar com o problema de abandono ajudando esses cachorros de rua. Determinou-se que as Instituições Públicas do Estado seriam obrigadas a adotar cachorros que viviam na rua, dando atenção, alimento e cuidados médicos a eles. Desde a lei, todos os cachorros que circulam nas ruas receberam um crachá oficial do Governo com nome, foto, informações de saúde, se estão vacinados ou não, e ainda o nome da instituição que os ajuda em caso de emergência (tem número de telefone em cada crachá).

[pullquote align=”right”]Alguns crachás tem o aviso: ‘sou um cachorro de rua, não me maltrate‘.[/pullquote]

No Museu da Metalúrgica de Havana, por exemplo, há 5 cães sob responsabilidade: Vladimir, Canela, Carinoso, Aparicio e Leon. Os cães “trabalham” de dia na entrada das construções seculares de Havana Velha e à noite ajudam a polícia local a patrulhar as ruas. No fim do “expediente”, eles têm um lugar reservado para dormir, embaixo da escadaria imponente do museu. Até comida o Estado oferece para os, agora, cães de guarda. Eles se alimentam das sobras das dezenas de restaurantes públicos. Alguns deles estão até gordinhos. “Eles não comem ossos. Comem frios, picadinho, cachorro-quente e fígado”, disse Victoria Pacheco, guarda do museu.

E então, o que você acha da atitude tomada pelo governo cubano para resolver o problema dos cães de rua?

CubaStreetDogs5


CubaStreetDogs3

CubaStreetDogs2

Fonte: huffingtonposttudosobrecachorrosbustle/hypeness/
    Imagens: Reprodução/hypeness

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.