Estudo afirma que tatuagens melhoram seu sistema imunológico

Se você adora tatuagem e está pensando em fazer uma (ou mais uma!), pode se alegrar agora, pois um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Alabama, nos EUA garantem que o corpo reage melhor cada nova tatuagem feita na pele. Segundo eles, com a melhora das respostas imunológicas, o organismo todo fica menos suscetível a novas infecções, evitando o surgimento de novas doenças.

Os pesquisadores dizem que isso só vale para quem tem mais de uma tatuagem no corpo. Para entender, podemos usar a analogia dos autores do estudo. Eles dizem que fazer tatuagens é parecido com fazer exercícios físicos. Na primeira vez o corpo não está acostumado e se sente enfraquecido ao exercício, da mesma forma que fica exausto ao ser “contaminado” por um agente externo. Porém, ao repetir o processo, a resistência aumenta. Foi o que perceberam ao analisar o organismo de um grupo de voluntários acompanhados durante sessões de tatuagem.

A pesquisa foi feita com 24 mulheres e 5 homens, onde foram analisadas tatuagens a pessoa já tinha e o tempo de duração da aplicação da tatuagem.  Eles ainda analisaram a quantidade de um anticorpo chamado imonuglobina A e do cortisol, hormônio relacionado ao estresse, na amostra de sangue. Notaram então que os níveis da imunoglobulina caem menos a cada nova tatuagem, ou seja, a proteção do corpo se fortalece cada vez.

cuidados-depois-de-fazer-tatuagem-2

Fonte: exame.abril / sciencealert / medicalxpress 
Imagens: Reprodução/equilibrioemvida/ oregionalpr
Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.