Estudo revela que todas as mulheres devem descansar pelo menos 10 minutos quando chegam em casa


Um estudo   do Departamento de Medicina Ocupacional da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, revela que os níveis de stress femininos são superiores aos dos homens e aconselha que, para aliviar o stress, todas as mulheres descansem pelo menos 10 minutos quando chegam em casa 

Ane Marie Thulstrup, a pesquisadora responsável pela investigação, disse que o estudo comprovou através de análises à urina que os níveis de stress entre os homens e as mulheres quando acabam de trabalhar são muito diferentes. Ou seja, os homens livram-se mais facilmente do stress assim que saem do seu trabalho, enquanto que as mulheres continuam sobre tensão durante as horas seguintes. O estudo revelou que os níveis de stress podem durar até às dez ou onze da noite. O melhor que tem a fazer é tirar um tempo para si e descansar pelo menos dez minutos no sofá ou na cama assim que chegarem a casa.

As mulheres tendem sempre a quererem fazer duas coisas ao mesmo tempo e que, quando estão no trabalho, já estão a preocupar-se com o que têm de fazer quando chegarem a casa. Ela sempre está planejando o que terá que fazer assim pisar em casa.


1-Descansando

Ao mesmo tempo, o estudo acrescenta que este é um grave problema na Dinamarca, onde cerca de 70% das mulheres estão ativas no mercado de trabalho, realizando uma média de 243 minutos de trabalho doméstico em comparação aos 186 minutos despendidos pelos homens dinamarqueses.

Fonte: mulheresdepoisdos   imagens: Reprodução/jrmcoachingalmanaquedospais

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.