Jovem médico receitou bom humor em prontuário e conquistou a internet


Uma caixa de bom humor, aplicada no mínimo 10 vezes ao dia, durante 365 dias de todos os anos da vida. Juntamente com um vidro de humanidade, de uso contínuo. ” Foram essas palavras que o jovem médico André Reis de 26 anos do Amapá receitou em seu prontuário. No nome do paciente, ele colocou apenas “Homo sapiens”, relacionando a receita médica à toda espécie humana.

Pensei que fosse ficar nisso, quando vi que alguns amigos curtiram a foto. Mas depois um amigo me marcou em uma postagem da prefeitura e vi que muitas pessoas começaram a compartilhar. Foi bem divertido”, disse em entrevista ao G1.


Recém-formado na profissão, o médico disse que ao escrever a receita, pensou em algo considerado clichê, mas que precisa ser praticado por todos os seres humanos. Ao falar da profissão, André conta que desenvolveu uma afinidade com a área de saúde desde a infância e busca sempre estar motivado para seguir adiante no trabalho que escolheu. “Basicamente espero sempre ser feliz com o que estou fazendo e acredito que isso é a base para a motivação. De levantar todo dia, superar o cansaço e seguir em frente“, comentou.

111

Fonte: g1.globo/razoesparaacreditar   Imagens: g1.globo/razoesparaacreditar

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.